Mundial 2014

Holanda adia qualificação para o Mundial2014, quatro seleções a um passo

Holanda adia qualificação para o Mundial2014, quatro seleções a um passo

A Holanda adiou a qualificação para o Mundial2014 de futebol com um surpreendente empate na Estónia, numa jornada da zona europeia de qualificação em que mais quatro seleções ficaram muito perto garantir um lugar no Brasil.

Em Talin, a Estónia esteve perto de protagonizar aquela que seria uma das maiores surpresas desta fase de qualificação, mas uma grande penalidade de Robbie van Persie, já em tempo de descontos, impediu a derrota da equipa laranja, num encontro que terminou 2-2.

Em caso de vitória e, se a Roménia não vencesse a Hungria no Grupo D, a Holanda poderia tornar-se na primeira seleção europeia a garantir um lugar no Mundial do Brasil, mas acabou por falhar esse objetivo.

Tudo parecia correr bem quando Robben colocou os holandeses em vantagem, logo aos dois minutos, mas um "bis" de Vassiljev, aos 18 e 57, colocou a Estónia, penúltimo classificado do grupo, em vantagem e a caminho da sua terceira vitória (soma duas sobre Andorra).

Contudo, uma grande penalidade polémica convertida por Van Persie, aos 90+4 minutos, num lance de resultou a expulsão do estoniano Piiroja, "salvou"os holandeses.

Mesmo assim, a seleção "laranja" tem praticamente assegurado o "passaporte" para o Mundial2014, assim como a Espanha, Bélgica, Itália e Alemanha.

Na 150.ª internacionalização do guarda-redes Iker Casillas, a seleção campeã europeia e mundial foi vencer foi à Finlândia por 2-0, com golos de Jordi Alba e Negredo, e reforçou a liderança do Grupo I, beneficiando do empate a zero da França na Geórgia.

A Alemanha também poderá já começar a fazer as malas para estar no próximo verão no Brasil, depois de um triunfo por 3-0 sobre a Áustria, que deixa os germânicos com cinco pontos de vantagem sobre os austríacos no Grupo C.

Em Munique, Miroslav Klose marcou um dos tentos dos germânicos, juntamente com Kroos e Thomas Muller, e igualou o número de golos do lendário Gerd Muller (68), naquela que foi a 129.ª internacionalização do avançado de 35 anos.

A Bélgica, com um golo do portista Defour, foi a Glasgow vencer a Escócia, por 2-0, e ficou a um ponto do apuramento, graças também ao empate 1-1 entre Sérvia e Croácia, num encontro "quente" disputado em Belgrado e que contou com os benfiquistas Matic (foi expulso), Fejsa, Djuricic e Markovic na equipa titular dos sérvios e com Sulejmani a entrar na segunda parte.

Em Palermo, um golo solitário de Gilardino, aos 38 minutos, no triunfo por 1-0 sobre a Bulgária deixou a Itália praticamente o apuramento garantido no Grupo B.

Em Belfast, Portugal sofreu, e muito, para bater a Irlanda do Norte, por 4-2, num encontro em que chegou a estar a perder, mas conseguiu dar a volta graças a um histórico Cristiano Ronaldo, que relançou a seleção na luta pelo apuramento direto no Grupo F.

O avançado do Real Madrid fez um "hat-trick" e tornou-se no segundo melhor marcador da história da formação das "quinas", superando por dois golos os 41 do lendário Eusébio.

Nesse mesmo encontro, Helder Postiga foi expulso ainda na primeira parte, mas dois jogadores norte-irlandeses também viram o vermelho na segunda parte.

Portugal manteve a liderança do grupo com dois pontos de vantagem sobre a Rússia, que tem menos um jogo e hoje goleou em Moscovo o Luxemburgo, por 4-1.

Destaque ainda para a Inglaterra, que goleou a Moldova, por 4-0, e está na luta pela qualificação no Grupo H, e para o escasso triunfo da Grécia, do português Fernando Santos, por 1-0 no Liechtenstein, que mesmo assim mantém o conjunto helénico na luta no Grupo G.

Outras Notícias