Exclusivo

Hóquei em Patins: Dragão cheio de pressa ultrapassa a concorrência

Hóquei em Patins: Dragão cheio de pressa ultrapassa a concorrência

F. C. Porto chega ao 24.º título de campeão e isola-se como o maior vencedor da modalidade. Nunca uma final do play-off tinha sido decidida no quinto e último jogo.

O trono dos maiores vencedores da Liga volta a ter um só dono. No dia em que qualquer jogador sonha entrar em rinque, o F. C. Porto mostrou chama intensa frente ao Benfica (3-2) e sagrou-se campeão pela 24.ª vez na história. Esta foi a primeira vez desde que se adotou o formato de play-off a cinco jogos (já se tinha jogado seis vezes) que o título se decidiu no derradeiro duelo.

Era dia de final, de "negra" e, por isso mesmo, daqui não podia passar. Quentinho, mas sem polémicas, o duelo do tudo ou nada começou com Gonçalo Alves a fazer o que melhor fez durante toda a época: marcar. O goleador dos dragões (e melhor marcador da Liga com 59 golos) disparou de longe, logo aos dois minutos, e abriu o marcador.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG