O Jogo ao Vivo

Basquetebol

Imortal vence Benfica e qualifica-se pela primeira vez para final da Taça

Imortal vence Benfica e qualifica-se pela primeira vez para final da Taça

O Imortal garantiu, este sábado, um lugar na final da Taça de Portugal de basquetebol, depois de vencer o Benfica, por 92-88, na primeira meia-final da prova.

Entrou melhor a equipa orientada por Carlos Lisboa, mais coletiva, defensivamente mais organizada e a aproveitar da melhor forma a ligação do seu jogo interior. A facilidade com que entrava na zona próxima do cesto, acabou por justificar os 30 pontos convertidos nos 10 minutos iniciais, enquanto os algarvios recorriam ao lançamento de três pontos para atenuar a diferença no marcador (30-21).

E se tinha sido o Benfica a entrar melhor nos minutos iniciais da partida, foi o Imortal a surgir mais eficaz no arranque do segundo período, ao impor um parcial favorável de 6-0, reduzindo a vantagem dos 'encarnados'.

Mas, do outro lado, a condução do jogo por parte do base Nicolas Moore acabava por arranjar sempre uma solução de cesto fácil no ataque benfiquista, ele que antes do intervalo já levava 10 pontos e cinco assistências. Mesmo assim, a formação algarvia conseguiu sempre recuperar das sucessivas desvantagens na casa dos 10 pontos de diferença e, muito por culpa do acerto do base Tymetrius Toney e do extremo Tanner Omlid, foi para o intervalo a perder por 51-47.

Para a segunda parte, destaque para uma contrariedade no Imortal, que viu o seu poste Tyere Marshall sair lesionado, facto que o impediu de voltar à partida. Mas, mesmo sem a sua referência nas zonas próximas do cesto, a equipa do Algarve conseguiu manter-se na disputa do jogo, terminando o terceiro período a quatro pontos dos encarnados (77-73).

Nos minutos finais, o Imortal conseguiu superiorizar-se na partida devido a dois jogadores: Tanner Omlid e Derrick Fenner. Ambos terminaram o jogo com 19 pontos, sendo que Fenner apenas tinha cinco pontos convertidos na segunda parte.

No entanto, foi Omlid quem desequilibrou, com os seus 19 pontos, seis assistências, sete ressaltos e seis incríveis desarmes de lançamento. Assim, um triplo de Fenner nos primeiros minutos do último período, deixou os algarvios pela primeira vez no encontro em vantagem (78-77), vantagem essa que geriram até ao apito final.

PUB

Na outra meia-final, de onde sairá o adversário do Imortal na final, defrontam-se Sporting e F. C. Porto.

Ficha de jogo:

Jogo disputado no Pavilhão de Matosinhos.

Benfica-Imortal, 88-92.

Ao intervalo: 51-47

Sob a arbitragem de Carlos Santos, Sónia Teixeira e Jorge Cabral as equipas alinharam e marcaram:

Benfica (88): Quincy Miller (21), Nicolas Moore (12), João Gomes (19), Bryce Alford (10) e Cameron Jackson (12) - cinco inicial. Jogaram ainda: Eric Coleman (7), Tomás Barroso (7), Rafael Santos, Fábio Lima e Arnette Hallman.

Treinador: Carlos Lisboa.

Imortal (92): Jalen Jenkins (13), Derrick Fenner (19), Tymetrius Toney (15), Tanner Omlid (19) e Tyere Marshall (11) - cinco inicial. Jogaram ainda: António Monteiro (10), Hugo Sota e Nuno Morais (5).

Treinador: Luís Modesto.

Marcha do marcador: 30-21 (primeiro período), 51-47 (segundo período), 77-73 (terceiro período) e 88-92 (final).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG