Brasil

Imprensa estrangeira destaca o triunfo de Cristiano no "duelo" com Ibrahimovic

Imprensa estrangeira destaca o triunfo de Cristiano no "duelo" com Ibrahimovic

A imprensa estrangeira destaca, este sábado, a preponderância de Cristiano Ronaldo na vitória de Portugal sobre a Suécia (1-0), em contraponto com a exibição apagada de Ibrahimovic na primeira mão do play-off de apuramento para o Mundial de 2014.

O diário desportivo italiano "Gazzeta dello Sport" titula "Ronaldo golo, Ibra desilude", enquanto no texto que suporta o título considera que a equipa das quinas deu "um passo importante rumo ao Mundial 2014", apesar da vantagem mínima adquirida.

"Sucesso merecido dos portugueses num estádio da Luz lotado, apesar de a espera pelo golo ter durado 80 minutos, durante a qual a Suécia se defendeu com rigor e abnegação. Brilhou o fora de série do Real Madrid, de longe o melhor em campo, protagonista do golo decisivo e de uma bola na barra que poderia fechar a discussão da qualificação. Na sombra ficou Ibrahimovic, que lutou em vão sem nunca conseguir criar perigo", sublinha a "Gazzetta".

O diário desportivo "Marca" titula "O Comandante coloca-se ao serviço do seu país", numa alusão às recentes referências feitas pelo presidente da FIFA, Joseph Blatter, a Cristiano Ronaldo, que tanta polémica geraram.

No pós-título, a "Marca" assinala que Portugal "entregou-se" a Cristiano Ronaldo, depositando tudo nos pés do seu capitão, cujos lamentos numa má noite eram de todo o país.

"Tudo mudou perto do final, quando ao minuto 82 se cumpriram os desejos do comandante, que marcou e voltou a afirmar-se perante os seus comandados, assegurando uma vantagem mínima para a segunda mão na Suécia rumo ao Mundial", escreveu a "Marca".

Tal como a generalidade da imprensa estrangeira, a "Marca" sublinha o duelo entre as estrelas do jogo, considerando, porém, que Ronaldo "não teve uma noite boa" e que "protestou mais do que rematou". Pôs ainda a tónica no "recuo da Suécia na segunda parte", o que forçou Portugal "a buscar pelo ar o que não conseguia pela relva".

PUB

"A bola caiu na pequena área, onde apareceu uma figura imponente com o 7 nas costas. Tinha um defesa à sua frente, mas Cristiano lançou-se de cabeça e deu a cara pelo seu país", podia ler-se no diário espanhol.

O título do desportivo francês "L'Équipe" é sintomático: "Ronaldo, 1 - Zlatan, 0", sentenciando que o português ganhou o duelo ao sueco e deu vantagem para Portugal no primeiro embate do play-off entre as suas seleções.

"Não sabemos se Joseph Blatter [presidente da FIFA] deu uma olhada ao Portugal-Suécia (...). O seu novo melhor amigo, Cristiano Ronaldo, fez questão de lhe lembrar que venceu o primeiro dos dois duelos anunciados com Zlatan Ibrahimovic", escreve o diário francês.

Já o diário generalista argentino "Clarín" titula na sua primeira página "O duelo de craques, por agora ganha Cristiano Ronaldo", considerando que "a diferença fê-la o português", que foi "determinante", enquanto Ibrahimovic "mostrou pouco em relação ao que dele se esperaria". No entanto, o autor sublinha que "ainda nada está decidido".

O diário brasileiro "O Globo" titula "CR7 supera Ibra e Portugal sai na frente", pondo a tónica no duelo entre os dois craques, chegando ao ponto de referir que o português enfrentou sete vezes o sueco, tendo um saldo positivo de três triunfos, quatro empates e uma derrota.

No entanto, "O Globo" sustenta a ideia do que os dois craques "estiveram aquém do seu verdadeiro potencial e das suas últimas atuações" ao serviço do Real Madrid e Paris Saint-Germain, respetivamente, "talvez por não contarem com companheiros tão bons como nos seus clubes ou por não estarem mesmo numa grande noite".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG