Futebol

Imprensa revela emails com mentiras do empresário de Sala

Imprensa revela emails com mentiras do empresário de Sala

Enquanto continuam as buscas pelo avião que levava Emiliano Sala de Nantes para Cardiff, quando desapareceu dos radares, a 21 de janeiro, no Canal da Mancha, alguma imprensa francesa e britânica revelou correspondência enviada pelo empresário do futebolista argentino a Sala.

Cinco dias depois de as autoridades terem encontrado dois assentos que pertenceriam ao Piper Malibu desaparecido, o desportivo francês "L'Équipe" divulgou o primeiro contacto entre o empresário Willie McKay e Emiliano Sala, com vista à transferência do jogador do Nantes para o Cardiff.

"Emiliano, chamo-me Willie McKay. (...) Deixa-nos apresentar-te o que fazemos e como aconteceu esta história do Cardiff. Trabalhamos com clubes em França e com jogadores que desejam jogar em Inglaterra. No que te diz respeito, conversámos com todos os clubes, incluindo Manchester, Chelsea e Liverpool. Pensamos que podes acabar por ir para um destes. Não te vamos impedir de trabalhares com outro agente, mas muitos jogadores estão satisfeitos com a nossa mediação. Não dizemos que somos como um pai para os nossos jogadores, porque se não fores jogador a sério, não se interessam por ti. Por isso é que gostamos de trabalhar com clubes. Sem sentimentos, só negócios", pode ler-se num email enviado a Sala.

Nas mensagens, McKay tentou convencer o argentino a mudar-se para o Cardiff, onde seria muito desejado, explicando pormenores sobre o contrato.

"Neil Warnock (treinador do Cardiff) está rendido ao teu talento. És o típico avançado inglês, como Drogba ou Alan Shearer. Vais receber 57 mil euros por semana, mais outros bónus, num contrato de quatro ou cinco anos. E quem te acompanhar, seja o teu empresário ou a tua mãe, de acordo com as leis inglesas, pode reclamar um milhão de libras (um milhão e 138 mil euros) pela transferência", afirmou McKay, antes de seduzir Sala com o alegado interesse de outros clubes ingleses.

Inventou interesse de outros clubes para aumentar cobiça

O empresário admitiu que "plantou" notícias acerca do interesse de outros clubes em Sala, para que a cobiça pelo jogador aumentasse: "Diz-se que não queres ir para o Cardiff, mas talvez a culpa seja nossa porque dissemos em vários meios de comunicação social que outros clubes como o West Ham e o Everton estavam interessados em ti, para criar mais interesse à tua volta. Podes até vir a assinar pelos clubes de Manchester, Liverpool ou Chelsea se assinares pelo Cardiff".

McKay pediu voo para Sala mas nega responsabilidade na escolha

Em declarações ao "The Daily Telegraph", Willie McKay negou, há dias, qualquer responsabilidade na escolha do avião que transportou o jogador, explicando que apenas pediu um voo para levar Sala: "Sobre o voo, contactámos (o piloto) David Henderson, que já nos levou a nós e a muitos dos nossos jogadores por toda a Europa em variadíssimas ocasiões. Não tivemos qualquer envolvimento na escolha do avião ou do piloto, nem éramos donos da aeronave em que Sala viajou".