Ciclismo

Indurain acredita na inocência de Armstrong

Indurain acredita na inocência de Armstrong

O antigo ciclista espanhol Miguel Indurain, cinco vezes vencedor da Volta a França, disse, esta terça-feira, confiar na inocência do norte-americano Lance Armstrong, a quem foram retiradas as sete vitórias no Tour, devido a um caso de doping.

"Não acredito que Armstrong seja culpado, até agora acredito na sua inocência, sempre cumpriu todas as regras", referiu o espanhol, em declarações à Radio Marca.

O pentacampeão do Tour disse "estranhar" que a sanção a Armstrong, que venceu a prova gaulesa consecutivamente de 1999 a 2005, tenha sido baseada "apenas em testemunhos".

"As regras eram umas e agora parece que mudaram", afirmou Miguel Indurain, que lembrou que o texano "cumpriu todas as regras que havia naquele momento e não teve nenhum problema".

Para Indurain, também é estranho que Armstrong tenha baixado os braços na sua defesa, porque "sempre foi um lutador".

"É estranho que não continue a lutar e ainda mais quando se ultrapassam as regras. Há uma regra que diz que só se pode recorrer em relação aos últimos oito anos e quase lhe tiram as corridas de juvenis. Acredito que voltará e recorrerá para demonstrar que trabalhou bem nos últimos anos", disse.

A União Ciclista Internacional (UCI) retirou, na segunda-feira, Lance Armstrong as suas sete vitórias na Volta a França, na sequência do relatório da Agência Antidoping dos Estados Unidos (USADA) que acusa o corredor norte-americano de dopagem sistemática.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG