Futsal feminino

Adeptos do Benfica em novo cântico polémico

Adeptos do Benfica em novo cântico polémico

Apoiantes encarnados terão visado atleta da equipa de futsal das águias, médica de profissão, que ajudou na assistência a jogadora do Sporting.

Tudo aconteceu durante o dérbi de domingo (que as águias venceram por 2-1), quando a capitã do Sporting, Débora Queiroz, se lesionou.

Num gesto de fair-play, Inês Fernandes, atleta do Benfica e médica de profissão, procurou ajudá-la, mas, pelo que se percebe num vídeo da transmissão da BTV, que foi publicado na página Sporting com Filtro, a reação dos adeptos não foi meiga.

"Deixa-a morrer, ela é lagarta", terá entoado a falange de apoio do Benfica, numa atitude que não tardaria a ser criticada por Ana Catarina Pereira, jogadora de futsal do Benfica, no Twitter.

Estes cânticos estão longe de ser novidade no desporto português. Na última época, os Super Dragões cantaram "quem me dera que o avião da Chapecoense fosse do Benfica", durante um jogo de andebol frente às águias, e os benfiquistas foram acusados de imitar o som de um very-light, no decorrer de um jogo de futsal com o Sporting.

Já nesta temporada, depois dos problemas na bancada do estádio do Estoril, que motivaram o adiamento da segunda parte do jogo com o F. C. Porto, a claque do Sporting entoou "ai quem me dera, que a bancada do Estoril fosse com o car....", em pleno Dragão Caixa.

ver mais vídeos