Mundial 2018

Layún sobre Neymar: "É melhor dedicar-se a outra coisa"

 foto REUTERS

 foto REUTERS/David Gray

 foto REUTERS

 foto REUTERS

 foto REUTERS

 foto REUTERS

 foto REUTERS

 foto REUTERS

 foto REUTERS

 foto REUTERS

 foto REUTERS

 foto REUTERS

 foto REUTERS

 foto REUTERS

 foto REUTERS

 foto REUTERS

 foto REUTERS

 foto REUTERS

No final do encontro entre Brasil e o México, dos oitavos de final do Mundial da Rússia, Neymar deixou críticas a Layún devido a uma alegada pisadela do mexicano sobre o canarinho. Mas não ficou sem resposta.

"Layún foi desleal. A bola não estava em jogo e estávamos fora do campo. Eles falaram muito, demasiado, e foram para casa. Eu não ligo a críticas. Só tenho de jogar futebol, de ajudar os meus companheiros, ajudar a minha equipa. Eu vim aqui para isso, não vim aqui para outra coisa. Vim para ganhar", atirou Neymar no final do jogo que ditou a passagem do Brasil aos quartos de final do Mundial.

Confrontado com as declarações do craque brasileiro, Layún garantiu que não atingiu Neymar de propósito e que o camisola 10 dos canarinhos devia "dedicar-se a outra coisa".

"Se não quiser que lhe toquem é melhor dedicar-se a outra coisa, procurar outra coisa para fazer. É complicado marcar um jogador como o Neymar... está mais tempo no chão do que a jogar. A culpa também é dos árbitros, que lhe permitem isso. Neymar estava no chão e toquei-lhe quando procurava a bola. Não foi de propósito. Sei das qualidades dele, mas também das manhas", respondeu o mexicano.

Relacionadas