SC Braga

Árbitro ignorou "confissão" de Custódio no lance em que expulsou Douglão

Árbitro ignorou "confissão" de Custódio no lance em que expulsou Douglão

Artur Soares Dias expulsou Douglão no lance do penálti que permitiu o 2-2 ao Benfica, mas foi Custódio quem tocou a bola com a mão. Jogador diz que alertou o árbitro, que preferiu seguir indicação do auxiliar.

"No lance do penálti, a bola desviou no Luisão e não consegui evitar que ela fosse à mão. Aceito a decisão do árbitro, mas no primeiro golo do Benfica houve uma mão na bola do Cardozo que não foi assinalada", disse Custódio.

"São lances que acontecem, pena que tenham sido em nosso prejuízo", acrescentou o jogador do Braga, recordando que tentou esclarecer a situação. "Tentei auxiliar o árbitro, dizendo-lhe que tinha sido eu a tocar com a bola na mão e não o Douglão, mas ele fiou-se na indicação do auxiliar", argumentou.

"O Douglão está triste, foi penalizado por uma situação que não cometeu, mas paciência, há que seguir em frente. É um grande jogador", observou Custódio. "Ficámos reduzidos a 10 jogadores, o que nos tirou capacidade para ir à procura da vitória, mas estamos satisfeitos com a exibição", comentou Custódio.

Admitindo que o Sporting de Braga quer "intrometer-se na luta pelo primeiro lugar", Custódio estende a ambição minhoto à "Champions", para o duelo com a Udinese. "Vamos procurar fazer uma exibição superior à que fizemos na Luz, para eliminar este forte adversário e entrarmos na fase de grupos da Liga dos Campeões".

Imobusiness