Desporto

Árbitros divididos no boicote ao Sporting

Árbitros divididos no boicote ao Sporting

Os árbitros da primeira categoria, reuniram-se, esta segunda-feira, em Leiria, para tomar uma decisão quanto ao boicote aos jogos do Sporting , mas não houve unanimidade quanto à decisão de o manter.

Ao que o JN apurou, e ao contrário do que foi veiculado pela Lusa, haverá árbitros disponíveis para apitar jogos do Sporting, e é certo que o próximo jogo dos leões, contra o Marítimo, terá um árbitro da I Liga.

A reunião convocada pelos árbitros da primeira categoria com a Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF), que se fez representar pelo seu presidente, Luís Guilherme, teve a presença do presidente da Comissão de Arbitragem (CA) da Liga, Vítor Pereira, a pedido expresso deste, visto que não estava prevista.

O presidente da Liga, Fernando Gomes, já endereçou uma carta a todos os clubes da Liga e da Liga de Honra convocando-os para uma reunião e recordando-lhes o acordo por eles assinado no sentido de pôr fim às declarações dos dirigentes sobre os árbitros e as arbitragens, sobretudo antes dos jogos, mas também depois destes terminarem.

Após o encontro, uma fonte da CA da Liga disse à Lusa que "os árbitros e a Liga estão empenhados para que não volte a haver qualquer renúncia semelhante à do fim de semana passado" e manifestou a "convicção de que se vai encontrar uma solução".

Esta reunião aconteceu depois da escusa de João Ferreira ao jogo entre Beira-Mar e Sporting, da segunda jornada, uma posição que mereceu o apoio dos árbitros da primeira categoria e que surgiu na sequência das críticas de dirigentes do Sporting ao trabalho de Carlos Xistra no Sporting-Olhanense (1-1), na primeira ronda.

No domingo, o árbitro de Setúbal não compareceu no estádio Municipal de Aveiro, e o encontro entre Sporting e Beira-Mar acabou por ser arbitrado por Fernando Idalécio Martins, árbitro da II divisão distrital de Aveiro.

ver mais vídeos