SLB

Arouca empata 2-2 com Benfica no Estádio da Luz

Arouca empata 2-2 com Benfica no Estádio da Luz

O Benfica empatou (2-2), na Luz, ante o Arouca e corre o risco de ver o Sporting destacar-se na liderança. Lima conseguiu, de penálti, o empate quando faltavam poucos minutos para o fim.

A águia empatou com o frágil Arouca mas só pode queixar-se do mau resultado de si própria. Após uma primeira parte razoável, em que rematou muitas vezes à baliza de Cássio, afundou-se nos seus próprios erros e incoerências, desde o início do segundo período até ao apito final do árbitro.

Raul José, sob as ordens de Jorge Jesus, fez entrar muitos elementos ofensivos, a partir do intervalo, mas sem organização não há resultados. Os encarnados não demonstraram a habitual facilidade em construir jogo e, pior do que isso, não foram poucas as vezes em que pararam à entrada do último reduto contrário sem saber o que fazer à bola. Ficaram com apenas um ponto no bolso e arriscam-se ver escapar o Sporting e ser alcançados pelo F. C. Porto.

Apesar de tudo, foi um jogo estranho para os lisboetas. Só Lima rematou, por cinco vezes, à baliza de Cássio na primeira parte. Rodrigo tentou três vezes o golo, mas apenas numa fez mexer o marcador. Mas já, antes, David Simão fizera o 1-0, no primeiro remate da sua equipa à baliza. Entre vários equívocos, Jesus não foi feliz na escolha de Bruno Cortez para a lateral esquerda: os lisboetas perderam, através do lateral esquerdo, muita posse de bola, e o treinador foi obrigado a queimar uma substituição no intervalo.

Na segunda parte, o caos instalou-se. Os substitutos Sulejmani e, principalmente, Funes Mori não trouxeram objetividade e a equipa desorientou-se. Ora pelo nervosismo crescente ora pelos novos posicionamentos dos jogadores, que originaram confusões táticas - Rodrigo tanto estava no meio como à direita, Funes Mori ora buscava a bola nos flancos ora em terreno mais interior e Gaitán perdia-se entre a lateral esquerda e o ataque.

O discernimento era pouco ou nenhum no momento do último passe, nos poucos lances em que conseguiu levar a bola com eficácia até à grande área do rival. O Arouca apercebeu-se de que o Benfica jogava sob brasas e não foi preciso muito para chegar novamente à vantagem, perante a apatia total da defesa lisboeta.

Ainda assim, ainda houve fôlego para chegar ao 2-2, através de um penálti. Embalado, o Benfica deu a sensação de que ainda conseguiria a vitória. Mas Cavaleiro e Luisão não foram lúcidos na altura da decisão. A Luz despediu-se do Benfica com uma valente assobiadela: faltaram as peças-chave Cardozo, Salvio e Matic, só isso porém não chega para justificar um empate frente ao antigo lanterna vermelha da Liga.

ver mais vídeos