Crime

As últimas mensagens do jogador torturado e assassinado no Brasil

As últimas mensagens do jogador torturado e assassinado no Brasil

Foram divulgadas esta segunda-feira as últimas mensagens enviadas por Daniel Correa, jogador do São Paulo brutalmente assassinado. O jogador partilhou fotografias na cama com a mulher de Edison Brittes Júnior, alegado assassino.

Daniel Correa, o atleta assassinado a sangue frio na semana passada, enviou fotografias aos amigos pelo WhatsApp com fotos na cama com Cristiana, mulher do alegado assassino. A revelação foi feita esta segunda-feira e, além das imagens comprometedoras, o jogador do São Paulo, que marcou presença na festa de 18 anos da filha do presumido assassino, disse ao amigo que ia "comer a mãe da aniversariante com o pai também em casa".

Edison Brittes Júnior confessou ter sido o autor do crime após encontrar Daniel a tentar violar a esposa: "Quando abri a porta, ele estava em cima da minha mulher que pedia ajuda. O que fiz, qualquer homem faria, porque a mulher que estava ali não era a minha esposa, eram todas as mulheres do Brasil. Podia ser a sua irmã, mãe, mulher", justificou.

Daniel Correa, de 24 anos, foi encontrado morto num matagal, em Curitiba. O corpo apresentava cortes profundos na zona do pescoço e os órgãos genitais cortados. A polícia confirmou que o jogador foi agredido com uma arma branca e que terá sido torturado.

ver mais vídeos