Crime

Áudio revela que mãe de Daniel não queria que ele fosse à festa

Áudio revela que mãe de Daniel não queria que ele fosse à festa

No dia seguinte à morte de Daniel Corrêa, a mãe do jogador do São Paulo conversou com Allana Brittes, filha do homicida, para saber do paradeiro do atleta e revelou que não queria que o filho tivesse ido à festa.

Segundo o UOL Esportes, que teve acesso ao documento com as transcrições anexadas ao processo, Eliana Aparecida trocou mensagens com Allana Brittes para saber do paradeiro do filho, que tinha estado presente na festa de aniversário da jovem de 18 anos, onde viria a ser assassinado. O atleta foi encontrado morto a 27 de outubro num matagal em São José dos Pinhais, na região de Curitiba, Brasil, a 27 de outubro.

No dia seguinte, quando começaram a surgir notícias sobre um corpo encontrado no município, Eliana terá dito a Allana acreditar ser Daniel Côrrea e mencionou que tinha pedido ao filho para ficar em casa a cuidar da filha, de dois anos, em vez de ir à festa. Perante a preocupação da mãe, Allana terá pedido apenas para a dentista "ficar tranquila"

"Allana, eu acho que é ele sim. Minha irmã já mandou foto de um juiz aí, eu acho que é ele sim, mas Allana, confirma porque estou em estado de choque aqui, parece que estou em um pesadelo, não consigo nem chorar, só consigo ficar com raiva dele, eu falei muito para ele não ir, para ele vir e ficar com a filha dele, mas ele não quis, entendeu? É, aí tô com raiva dele ainda, tô com raiva, não sei porque vai mudar isso em mim", diz a mãe do jogador.

Allana, a caminho do Instituto Médico Legal responde: "Meu Deus, eu não acredito nisso. Eu vou ir lá sim. Tô indo já. Tô dentro do carro".

Pouco depois, Eliana diz já ter sido informada de que a pessoa encontrada era mesmo Daniel. A essa altura, Allana já sabia o que tinha sucedido com o médio do São Paulo mas mentiu para proteger o pai.

"Já estava a caminho. Não acredito nisso. Me diz que é mentira", disse a jovem.

ver mais vídeos