Futebol

Benfica anuncia recurso e considera sanção de jogo sem público "ilegal"

Benfica anuncia recurso e considera sanção de jogo sem público "ilegal"

O Benfica anunciou que vai recorrer da decisão do Conselho de Disciplina, que puniu o clube com um jogo à porta fechada, e considerou a decisão "ilegal".

Numa nota divulgada no site oficial, os encarnados consideraram a decisão "ilegal, infundada e injusta" e culparam o Estoril.

"Assim sendo, era à equipa visitada (e não ao SL Benfica) que competia assegurar a segurança do jogo, designadamente, a contratação de policiamento e de assistentes de recinto desportivo, realizar a revista de pessoas e bens, proibir a entrada de objetos proibidos ou perigosos no estádio e, em geral, o garantir da ordem e da disciplina no recinto desportivo", pode ler-se.

"É ridícula a interpretação da norma aplicada no sentido de se considerar que, aquando de "uma manifestação de regozijo" - conforme leitura do próprio árbitro do jogo -, durante a celebração de um golo, um "atraso" no reinício do jogo inferior a 45 segundos, estão preenchidos os requisitos que determinem a sanção de realização de um jogo à porta fechada. As normas interpretam-se e não se aplicam de forma autómata", afirmou o clube das águias na mesma publicação.

O Benfica, tal como o Braga e o Paços de Ferreira, foi castigado com um jogo à porta fechada pelo CD da Federação Portuguesa de Futebol.

ver mais vídeos