Futebol

Boavista nega acusação de racismo e agressões

Boavista nega acusação de racismo e agressões

O Boavista reagiu, em nota enviada ao JN, à queixa que o Vitória de Guimarães anunciou, junto da Federação, alegando que a equipa sub-15 e familiares dos jogadores foram vítimas de racismo e de agressões no jogo com o Boavista.

Leia a nota do Boavista na íntegra:

"Alegadamente, o Vitória S. C. fez passar para a Comunicação Social uma notícia falsa e alarmista. A Boavista, SAD quer deixar claro o seguinte: nada de violento se passou durante o jogo Boavista-Guimarães, do C. N. Sub 15. O jogo decorreu com toda a normalidade, com total correção dos nossos adeptos, a despeito de o Boavista ter perdido, ter tido dois jogadores expulsos e de ter sofrido algumas provocações do treinador do Guimarães, também ele expulso durante o jogo.

Nenhum cântico racista foi entoado pelos nossos adeptos. Já no exterior do Parque Desportivo de Ramalde terá havido um problema entre adeptos e, uma vez mais, criado por uma provocação de adeptos do Guimarães. Não podendo deixar de lamentar uma vez mais o teor falso e alarmista da posição do Guimarães, a Boavista, SAD aguarda serenamente os relatórios do árbitro e da PSP".

O Boavista recebeu, domingo de manhã, o Vitória Sport Clube, no Campo Desportivo de Ramalde, no Porto, em jogo a contar para 5.ª jornada do Campeonato Nacional de Juniores C.