Futebol

Campeão Real e Tottenham bem embalados para os quartos da Champions

Campeão Real e Tottenham bem embalados para os quartos da Champions

Real Madrid, vencedor em Amesterdão, e Tottenham, que dominou o Borussia Dortmund no jogo de Londres, ficaram esta quarta-feira muito perto da passagem aos quartos de final da Liga dos Campeões.

Tanto a vitória dos 'merengues' por 2-1 sobre o Ajax como o 3-0 do Tottenham no seu estádio parecem resultados suficientes para dar alguma folga para a segunda mão dos 'oitavos', dentro de três semanas, no terreno dos que hoje foram visitantes.

Mesmo sem Cristiano Ronaldo, que no verão partiu para a Juventus, o Real Madrid continua a patentear uma bela vocação europeia, como se viu no Johan Cruyff Arena, onde o realismo e futebol pragmático dos espanhóis conseguiu derrotar o jogo inspirado, intenso e pressionante do Ajax.

Não foi nada fácil e o Real passou por momentos de sufoco, vendo mesmo um golo ser anulado ao Ajax, após consulta ao videoárbitro. Só que nas ocasiões de que dispôs acabou por ser menos perdulário, perante um adversário que há anos que não lhe dava tanto trabalho.

O Ajax não fica já eliminado, mas não é fácil a missão de marcar dois golos em Madrid, ante um adversário moralizado, que vem de uma vitória no dérbi com o Atlético e reduziu para seis pontos a desvantagem nacional para o FC Barcelona.

Aos 37 minutos gritou-se golo pela primeira vez em Amesterdão, após o cabeceamento certeiro de Tagliafico. Seria anulado pelo árbitro, que considerou fora de jogo de Tadic, que interferiu no lance. Noite 'para esquecer' de Tadic, que já tinha atirado ao poste, aos 26.

E o jogo acabou por virar para os interesses do Real, com o 'missil' certeiro de Benzema aos 59 minutos, após passe de Vinícius. O francês chega assim aos 60 golos na competição, número só superado por Cristiano Ronaldo, Messi e Raúl Gonzalez.

A resiliência do Ajax permitiu o empate, aos 75, com Zyech servido por Neres, após o que o Real acreditou de novo que podia chegar à vitória, conseguida ao minuto com o golo de Asensio, entrado para o lugar de Benzema.

Bem perto do fim, Sergio Ramos, em dia de jogo 600 pelo campeão, viu amarelo e vai falhar o jogo da segunda mão.

Muito menos disputado foi o jogo de Wembley, onde o Tottenham 'maltratou' o Dortmund, sobretudo na segunda parte, período em que apareceram os três golos.

Sem Dele Ali e Kane, do lado dos ingleses, e Reus, Alcácer e Weigl, do lado alemão, houve ocasiões para outros brilharem, nomeadamente os marcadores dos tentos do Tottenham: o coreano Heung-min Son (47), o belga Jan Vertonghen (83) e o espanhol Fernando Llorente (86).

Por questões táticas, Lucien Favre deixou Raphael Guerreiro no banco, preferindo deixar a ala esquerda do Dortmund para Pulisic. Mas ainda recorreu ao português para os últimos minutos, lançando-o em jogo aos 87 minutos, ainda a tempo de ver um belo remate a 20 metros da baliza de Lloris, muito perto do golo, com o guarda-redes batido no lance.