Polémica

Conceição responde a Eurodeputado: "Não sou obrigado a conhecer todos os parasitas deste país"

Conceição responde a Eurodeputado: "Não sou obrigado a conhecer todos os parasitas deste país"

O treinador não se escondeu perante os temas mais quentes da atualidade azul e branca. Na conferência de imprensa desta sexta-feira, Sérgio Conceição mostrou que não espera mudanças no central por já ter assinado pelo Real Madrid e deixou uma resposta mordaz ao eurodeputado socialista, Manuel dos Santos, que o criticou via Twitter

A transferência de Éder Militão para o Real Madrid, que foi oficializada na véspera, também foi tema de conversa e o treinador campeão nacional deixou um aviso firme.

"São situações de mercado e essas ficam à porta do Olival. É uma transferência pública e que não vai mudar nada no nosso dia a dia, nem que custasse 500 milhões de euros. Há outros jogadores que acabam contrato no final da época e se calhar ficam, outros com mais quatro anos de contrato que se calhar vão embora. Temos de olhar para isso de uma forma natural. O trabalho e o foco do Militão serão os mesmos para com a equipa e vice-versa. O que pode mudar é o que as pessoas possam pensar, mas que fique já claro que, quando não tiver de jogar não joga. Quando tiver de jogar a médio defensivo, joga. Quando tiver de jogar a lateral, joga. Quando tiver de ficar na bancada, fica. Isso depende zero do Real Madrid. Militão pode pensar noutras coisas a partir do final da época", afirmou o treinador de forma convicta.

Depois, confrontado com as críticas de que foi alvo por parte do eurodeputado Manuel dos Santos, o treinador respondeu ao ataque: "Para já não sou obrigado a conhecer todos os parasitas deste país. Segundo, o que me deixa preocupado não são as suas palavras, é o estatuto e o facto de andar a espalhar ódio em vez de trabalhar enquanto ganha dinheiro público".