Desporto

Cristiano Ronaldo lavado em lágrimas no balneário

Cristiano Ronaldo lavado em lágrimas no balneário

A eliminação da Liga dos Campeões foi só a última desdita na Casa Blanca. Após o empate com a Juventus e o adeus à prometida undécima copa, o mais afetado de todos era Cristiano Ronaldo.

O craque português recolheu ao balneário e deixou-se apoderar pela frustração. Chorou convulsivamente, a lamentar a perda do Real Madrid e, sobretudo, o dano pessoal, o da adivinhada perda da Bola de Ouro de 2015 para Messi.

Mais de uma hora após o jogo de anteontem, Cristiano estava lavado em lágrimas. "Estava inconsolável, porque sabe que a conclusão da época será determinante para a atribuição da Bola de Ouro", disse ao JN fonte merengue.

Outros, como Gareth Bale, apressaram-se a deixar o Bernabéu. O galês devia ter esperado, porque foi apanhado e insultado pelos desiludidos adeptos do Real Madrid. Ou como Chamartin é uma casa a arder, a começar pelos gabinetes da Direção. Logo após o jogo com a Juve, os "hinchas" gritaram pela demissão de Florentino. Afinal, uma conclusão prevista logo no início da época, cheia de percalços, e ainda mais antecipada pelos desatino táticos de Ancelotti, que, com toda a evidência, tem a porta de saída apontada.

O triunfo no Mundial de Clubes e o encadeamento de 22 vitórias seguidas, recorde no clube, muito graças à veia goleadora de CR7, não evitaram uma época que promete acabar sem mais nenhum título e que anuncia um verão muito quente. Todos os sintomas de crise estão à vista no Paseo de la Castellana. Todos e mais um, o maior de todos: a transferência de Cristiano já não é tabu.