Futebol

Cristiano Ronaldo, Messi e Neymar Jr. candidatos a melhor do ano

Cristiano Ronaldo, Messi e Neymar Jr. candidatos a melhor do ano

Cristiano Ronaldo, Lionel Messi e o brasileiro Neymar são os três finalistas ao prémio de melhor futebolista da época da FIFA, foi esta sexta-feira anunciado em Londres, onde terá também lugar a cerimónia dos vencedores, a 23 de outubro.

Cristiano Ronaldo venceu o prémio em 2008 e 2016 e, pelo meio, conquistou ainda a Bola de Ouro da FIFA em 2013 e 2014, contando, assim, quatro eleições como o melhor do ano, contra cinco de Messi (2009, 2010, 2011, 2012 e 2015).

O internacional brasileiro Neymar, que esta época saiu do FC Barcelona para o Paris Saint-Germain pela verba recorde de 222 milhões de euros, valor da cláusula de rescisão, surge pela segunda vez na corrida, depois ter sido terceiro em 2015.

Na última edição, ganha por Cristiano Ronaldo -- num ano em que venceu a Liga dos Campeões e foi campeão europeu com a seleção portuguesa -, a segunda e terceira posições foram ocupadas por Messi e Griezmann, este último finalista vencido do Euro2016.

Desta vez, Cristiano Ronaldo, que voltou este ano a ganhar a Liga dos Campeões, e foi campeão espanhol, Messi e Neymar são os finalistas de um grupo alargado a 24 nomeados, na qual constavam nomes como Ibrahimovic, Aubameyang, Iniesta, Buffon ou Dybala.

Entre os nomeados, o Real Madrid, que venceu na 'Champions' a Juventus (4-1) colocava Keylor Navas, Carvajal, Sérgio Ramos, Marcelo, Modric e Toni Kroos na lista, e a 'Juve' contava com Bonucci, Buffon e Dybala.

Na cerimónia de hoje, os 'anfitriões' e ex-futebolistas deixaram elogios ao 'trio' final, com o antigo Bola de Ouro Andrei Andrei Shevchenko a entender que "Messi é mais completo", enquanto Peter Shilton coloca a sua 'aposta' no extremo português.

"Ronaldo é mais um líder de equipa, tem personalidade", defendeu o antigo guarda-redes inglês.

O italiano Roberto Di Matteo disse não ter dúvidas que seria "uma equipa fantástica com os três avançados", e o nigeriano Jay Jay Okocha questionou se Neymar, nova 'pérola' do PSG, terá feito o suficiente para destronar Cristiano Ronaldo ou Messi.

A cerimónia da FIFA deu a conhecer também os finalistas entre os treinadores, com Zinedine Zidane (Real Madrid) e Massimiliano Allegri (Juventus), mas também o italiano Antonio Conte, que fez regressar o Chelsea ao título inglês.

José Mourinho (Mnachester United) e Leonardo Jardim (Mónaco) fizeram parte da lista alargada, mas acabaram preteridos.

Em femininos, a venezuelana Deyna Castellanos (Santa Clarita Blue Heat), a norte-americana Carli Lloyd (Houston Dash) e a holandesa Lieke Mertens (FC Rosengård/FC Barcelona), que em agosto se sagrou campeã europeia, são as candidatas ao troféu.

Para a escolha dos finalistas, votaram selecionadores nacionais, 'capitães' das seleções nacionais, jornalistas e adeptos de todo o mundo, que votaram online.

Os prémios FIFA pretendem eleger os melhores jogadores de futebol masculino e feminino da temporada 2016/17, tendo como novidade principal a atribuição de um galardão ao melhor guarda-redes do ano.

O italiano Gianluigi Buffon (Juventus), o alemão Manuel Neuer (Bayern de Munique) e o costa-riquenho Keylor Navas são os finalistas, escolhidos por um júri de 12 ex-guarda-redes internacionais, entre os quais o português Vítor Baía, que pretende celebrar que os bons jogadores não só os que marcam golos, mas também os que os defendem.

A cerimónia de anúncio dos vencedores e entrega dos troféus 'The Best' vai realizar-se em Londres, a 23 de outubro.

No total, serão nove os troféus a entregar na segunda edição do The Best: melhor jogador, melhor guarda-redes, melhor treinador, melhor golo, equipa do ano, melhor jogadora, melhor treinador de futebol feminino, prémio jogo limpo e prémio dos adeptos.

Lista dos candidatos aos prémios 'The Best':

- Melhor futebolista masculino:

Cristiano Ronaldo (Portugal/Real Madrid).

Lionel Messi (Argentina/FC Barcelona).

Neymar (Brasil/FC Barcelona/Paris Saint-Germain).

- Melhor futebolista feminina:

Deyna Castellanos (Venezuela/Santa Clarita Blue Heat).

Carli Lloyd (Estados Unidos/Houston Dash).

Lieke Martens (Holanda/FC Rosengård/FC Barcelona).

- Melhor treinador de masculinos:

Massimiliano Allegri (Itália/Juventus).

Antonio Conte (Itália/Chelsea).

Zinedine Zidane (França/Real Madrid).

- Melhor treinador de femininos:

Nils Nielsen (Dinamarca/Seleção dinamarquesa).

Gerard Precheur (França/Lyon).

Sarina Wiegman (Holanda/Seleção holandesa).

- Melhor guarda-redes:

Gianluigi Buffon (Itália/Juventus).

Keylor Navas (Costa Rica/Real Madrid).

Manuel Neuer (Alemanha/Bayern Munique).

- Prémio Puskás (melhor golo):

Kevin-Prince Boateng, Gan (Las Palmas).

Alejandro Camargo, Arg (Universidad de Conception).

Deyna Castellanos, Vem (seleção sub-17 da Venezuela).

Moussa Dembele, Fra (Celtic).

Olivier Giroud, Fra (Arsenal).

Aviles Hurtado, Col (Tijuana Xolos).

Mario Mandzukic, Cro (Juventus).

Oscarine Masuluke, Afs (Baroka FC).

Nemanja Matic, Ser (Chelsea).

Jordi Mboula, Esp (FC Barcelona, formação).

Prémio Adeptos:

Borussia Dortmund,

Celtic FC,

FC Copenhaga.

Conteúdo Patrocinado