Desporto

David Ginola desiste de candidatura à FIFA

David Ginola desiste de candidatura à FIFA

O antigo futebolista francês David Ginola anunciou, esta sexta-feira, a desistência da sua candidatura à presidência da FIFA, invocando dificuldades na angariação das "verbas necessárias".

A decisão foi anunciada em comunicado pelo antigo jogador, que, na quinta-feira, assegurou a sua intenção de se manter na corrida, apesar de ter conseguido angariar apenas 11% dos 2,3 milhões de libras (cerca de três milhões de euros) que pretendia.

O prazo para a entrega de candidaturas à presidência da FIFA terminou na quinta-feira.

Com a desistência de Ginola, mantêm-se na corrida à sucessão de Joseph Blatter (que preside ao organismo desde 1998 e vai candidatar-se a um quinto mandato), o antigo futebolista português Luís Figo, Michael van Praag, presidente da federação holandesa, o francês Jérôme Champagne, antigo dirigente do organismo, e o príncipe Ali bin Al Hussein da Jordânia, vice-presidente da FIFA.

As eleições para a presidência do organismo que rege o futebol mundial realizam-se a 29 de maio, no segundo de dois dias do congresso da FIFA, em Zurique, na Suíça.

Imobusiness