Polémica

Diretor do jornal "O Benfica" chama "besta negra" e "caceteiro" a Jorge Andrade

Diretor do jornal "O Benfica" chama "besta negra" e "caceteiro" a Jorge Andrade

O diretor do jornal do Benfica, José Nuno Martins, referiu-se a Jorge Andrade como "besta negra" e "caceteiro", como reação às declarações do antigo internacional português sobre o benfiquista João Félix.

Jorge Andrade causou polémica no domingo, depois da vitória (4-2) do Benfica frente ao Sporting para a Liga, ao dizer que "se ainda jogasse, dava só um pisão no João Félix e não havia mais João Félix durante o jogo". "E aí tinham que recorrer a outro estilo de jogo", afirmou ainda, num comentário desportivo, na RTP3.

Esta quinta-feira de manhã, num comentário na BTV ao dérbi de ontem, que os encarnados venceram 2-1, José Nuno Martins não teve meias palavras.

"Estou convencido de que não sairemos do Campo Grande na 2.ª mão sem enfiar lá uma ou duas batatas, desde que não se volte a verificar uma entrada do nosso rival com aquela intensidade preconizada por aquela besta negra, que defendia em pleno serviço público de televisão - refiro-me ao Andrade, um verdadeiro 'andrade' -, que certamente não deseja para o filho dele que tem a jogar no Benfica que haja uma besta qualquer que lhe venha dar o pisão que ele preconizava dar-se ao João Félix", começou por dizer o diretor do jornal "O Benfica".

E continuou: "Não demoraram dois, três minutos, logo no início do jogo um desses tipos tentou anular [João Félix] por esse método preconizado pelo Andrade", afirmou José Nuno Martins, referindo-se a uma entrada de Ilori, do Sporting, sobre o jovem da formação encarnada.

Salvaguardando que defende a "liberdade de expressão", considerou que "se dizer esta asneira é uma coisa livre, não é assim tão livre quando são proferidas num espaço de serviço público de televisão, ou de rádio", chamando ainda Andrade de "caceteiro".

Entretanto, José Nuno Martins admitiu, na noite desta quinta-feira, ter sido "lamentável" a intervenção que teve no canal televisivo dos encarnados e pediu desculpas ao ex-jogador.

A frase de Jorge Andrade valeu o "veemente repúdio" do Benfica, que, através da newsletter de quarta-feira, considerou a declaração "lamentável", pedindo explicações à Direção de Informação da RTP.

Mais tarde, o ex-jogador do F. C. Porto, que alinhou pela Juventus no fim da carreira, explicou-se: "Eu disse isto no contexto de que quando jogava fazia-me respeitar... aos que jogavam. Longe de mim estar a dar táticas aos adversários do Benfica para que agridam qualquer jogador. Daí peço desculpa se ficou essa ideia no ar", pode ler-se.