Académica de Coimbra

Duas listas disputam direção da Briosa nas eleições de 1 de junho

Duas listas disputam direção da Briosa nas eleições de 1 de junho

Duas listas vão disputar a presidência da Académica - Organismo Autónomo de Futebol, nas eleições marcadas para 1 de junho, confirmou fonte do clube depois do prazo para a entrega de candidaturas ter terminado, esta sexta-feira, às 20 horas.

O atual presidente da Académica, Pedro Roxo, recandidatou-se ao cargo, que vai disputar com o médico Joaquim Reis, antigo vice-presidente da direção entre 2014 e 2016, na altura liderada por José Eduardo Simões.

Engenheiro de profissão e antigo atleta dos estudantes, Pedro Roxo, de 39 anos, assumiu a presidência da Briosa em 2017, após a demissão apresentada por Paulo Almeida, do qual era vice-presidente.

"Espero fazer um mandato completo à frente da 'briosa', para o qual conto com uma equipa de académicos reconhecidos e empenhados em fazer regressar a Académica à Liga e em fortalecer a instituição estrutural, financeira e socialmente", frisou o candidato na quinta-feira, em comunicado.

Em declarações à agência Lusa, Joaquim Reis, de 46 anos, disse que avançou com uma candidatura face às "notícias preocupantes, que apontam para a alteração do atual modelo societário do clube", com a passagem a Sociedade Anónima Desportiva (SAD), com a qual diz não concordar.

"Achamos que é possível manter o controlo da Briosa pelos sócios, com uma gestão mais criteriosa e apostas mais corretas para alcançar o sucesso desportivo", adiantou o candidato.

A uma jornada do final da LigaPro, os estudantes ocupam a quinta posição do campeonato, com 51 pontos, os mesmos do Estoril Praia, quarto classificado.