Sporting

Eduardo Barroso diz que Bruno de Carvalho "não tem condições para continuar"

Eduardo Barroso diz que Bruno de Carvalho "não tem condições para continuar"

O antigo presidente da Mesa da Assembleia-Geral do Sporting, Eduardo Barroso, considera que o presidente leonino deverá demitir-se do cargo.

"Neste momento devo reconhecer que ele não tem condições", explicou o médico, na SIC Notícias, pouco depois de ter dito, na TSF, que "seria bom que Bruno de Carvalho se afastasse", na sequência do clima de crise que atravessa o emblema de Alvalade.

Na opinião de Barroso, presidente da Mesa entre 2011 e 2013, "é impensável" dizer que o líder sportinguista "é o mandante" das agressões levadas a cabo na Academia a jogadores e equipa técnica, mas recusou entrar em detalhes sobre a situação, uma vez que esteve fora do país até hoje.

Apesar de admitir que Bruno de Carvalho cometeu "muitos erros" ao longo da presidência, as agressões em Alcochete não foram um deles, e disse ainda que "não passa pela cabeça" que o presidente soubesse de um alegado esquema de corrupção no andebol e no futebol, mas explicou que o presidente dos 'leões' deve "fazer uma reflexão" e perceber que deve afastar-se.

"Bruno de Carvalho fez um trabalho notável de recuperação do Sporting. Neste momento, precisamos de alguém que consiga sarar as feridas que temos com os ativos desportivos, o nosso treinador, os jogadores, que são independentemente nas maiores ou menores responsabilidades. Neste momento, toda a gente se apercebeu que Bruno de Carvalho não tem essas condições", explicou.

Apesar de defender o "sportinguismo e a qualidade humana" de Bruno de Carvalho, o médico referiu que é preciso preparar a nova época e disputar a final da Taça de Portugal, no domingo, mesmo que "não tenha a mesma graça", e apontou para os estatutos do clube como fonte de possíveis soluções alternativas, como a nomeação de uma "comissão de gestão".

ver mais vídeos