Futebol

Empresário assume ter invadido e vandalizado estádio do V. Setúbal

Empresário assume ter invadido e vandalizado estádio do V. Setúbal

Paulo Rodrigues admitiu, esta segunda-feira, ter sido o responsável pelos estragos causados no Estádio do Bonfim, apontando uma alegada dívida de 645 mil euros.

Numa publicação no Facebook, o agente afirmou ter tido "vontade de rir" com o comunicado que os sadinos emitiram após o episódio e considera que teve várias ações "em que esteve mal" e pelas quais terá de pagar.

"Entrei sim pela porta 0, estava aberta para mim ou para qualquer outra pessoa. Entrei na zona futebol profissional sim, alguém me abriu a porta, sendo a mesma uma porta magnética só abre por cartão. Tive várias ações das quais tive mal sim, por isso terei de pagar. (...) Eu não toquei em ninguém nem ninguém me tocou a mim, atos terrorismo onde é que isso foi ?!", pode ler-se.

Paulo Rodrigues afirma ainda que o clube sadino lhe deve mais de 600 mil euros.

"Tenho a pedir desculpas ao Vitória Futebol Clube e aos sócios sim, mas a culpa de isto acontecer é do Presidente Vítor Hugo Valente, José Condenso, Paulo Gomes, Pedro Gaiveo , esses sim são os grandes culpados , se eu tive 5 dias para salvar o Vitória FC com 645,000€ e salvei , como eles são todos grandes empresários não tem em 8 meses 1€ para pagar a ninguém ...", concluiu.

Imobusiness