Futsal

Equipa portuguesa sofre 45 golos como forma de protesto

Equipa portuguesa sofre 45 golos como forma de protesto

A equipa do Cercal Vale e Ninho, que disputa o Campeonato Distrital de Futsal da Primeira Divisão de Santarém, entrou este domingo em campo para disputar a última jornada da prova. Mas, ao contrário do que era esperado, a equipa de Ourém não jogou para ganhar mas sim para... protestar.

Os jogadores estiveram 75 minutos imóveis, sofrendo, sem fazer qualquer oposição, 45 golos do Caixeiros, que na segunda metade do encontro não marcou mais golos por respeito ao adversário.

O motivo do protesto foi uma decisão da Associação de Futebol de Santarém, que decidiu penalizar o Cercal com a eliminação na meia-final da Taça do Ribatejo por falta de policiamento no primeiro jogo da eliminatória, atribuindo-lhe uma derrota por 3-0, mesmo existindo um acordo entre as equipas para repetir o encontro.

O resultado acabou em 45-1, sendo que o único golo do Cercal foi um autogolo.

ver mais vídeos