Premium

Ex-jogador do Benfica vai receber pensão vitalícia devido a problemas cardíacos

Ex-jogador do Benfica vai receber pensão vitalícia devido a problemas cardíacos

O Tribunal da Relação de Guimarães condenou quatro companhias de seguros a pagar 777 mil euros (4594 euros por mês mais cerca de cinco mil euros de indemnização) ao ex-jogador de futebol Fábio Faria, até ele completar 35 anos, e a partir daí uma pensão vitalícia de três mil euros mensais. Fábio Faria, que jogou no Benfica e no Rio Ave, terminou a carreira em 2013, aos 23 anos, por problemas cardíacos.

O atleta de Vila do Conde exigia em tribunal 4600 euros mensais para o resto da vida. Já as seguradoras, para as quais o Rio Ave transferiu a responsabilidade, não queriam pagar nada, alegando que a doença do jogador não foi causada pela prática de futebol. A decisão da Relação ainda é recorrível.

Em 2012, o atleta tinha 22 anos e estava emprestado pelo Benfica ao Rio Ave. Auferia 6850 euros por mês quando foram detetados os sintomas. Para além da pensão vitalícia, Fábio Faria exigia uma indemnização de 94 mil euros.