Futebol

F. C. Porto perde e é eliminado pelo Liverpool da Champions

F. C. Porto perde e é eliminado pelo Liverpool da Champions

O F. C. Porto tentou mas não conseguiu anular a desvantagem de 2-0 com que saiu de Inglaterra, caindo aos pés do Liverpool nos quartos de final da Liga dos Campeões, após ser novamente derrotado no Estádio do Dragão, por 4-1.

Os azuis e brancos entraram em campo com uma desvantagem de dois golos, mas desde cedo mostraram que não estavam rendidos ao resultado da eliminatória, mostrando capacidade para construirem situações de perigo junta da baliza do Liverpool. Porém, apesar das várias ocasiões criadas (na primeira parte os dragões fizeram 15 remates), Alison Becker não foi batido e um grande balde de água fria gelou o Estádio do Dragão, aos 26 minutos.

O Liverpool foi tremendamente eficaz na hora de chegar à baliza de Iker Casillas e Sadio Mané fez a diferença ao assinar o 1-0. Assistido por Mohamed Salah, o senegalês só teve que encostar a bola e só demorou a festejar porque houve intervenção do VAR, que confirmou a posição legal do jogador e validou o lance do golo.

Aí, a eliminatória ficou sentenciada. Mesmo deixando bem vincada a vontade de tentar surpreender e eliminar o vice-campeão da Europa, o F. C. Porto precisava de marcar quatro golos e não sofrer nenhum. Tarefa (quase) impossível, para mais numa noite em que a finalização deixou a desejar, mas isso não tirou brio aos jogadores portistas que tentaram sair da elite do futebol europeu de cabeça erguida.

Na segunda parte, manteve-se a atitude positiva dos campeões nacionais perante um adversário com outros pergaminhos. Contudo, a história repetiu-se. O F. C. Porto não foi competente na hora de atirar à baliza e o Liverpool não falhou nas vezes em que rematou. Exemplo disso, o 2-0 apontado por Mohamed Salah, aos 65 minutos.

Três minutos depois, na sequência de um canto, Éder Militão assinou de cabeça o golo de honra dos dragões, mas os comandados de Jurgen Klopp voltaram a aumentar a diferença, deixando a nu a diferença entre as duas equipas. Aos 77 minutos, Roberto Firmino fez o 3-1 e Van Dijk, a seis minutos dos 90, estabeleceu o resultado final de 4-1 (6-1 no total da eliminatória).

Imobusiness