Futebol

FIFA e UEFA terão encoberto escândalo financeiro do PSG

FIFA e UEFA terão encoberto escândalo financeiro do PSG

A imprensa francesa publicou, esta sexta-feira, um documento divulgado pelo Football Leaks, que implica o PSG, a UEFA e a FIFA. Segundo o jornal "Mediapart", o clube francês terá recebido dinheiro de forma ilegal, contornando o "fairplay" financeiro.

Segundo o documento revelado pelo jornal francês "Mediapart", o clube de Paris recebeu 1800 milhões de euros do governo do Qatar de forma ilegal, dado que teria quebrado as regras do "fairplay" financeiro imposto pela UEFA, o que teria posto em causa a participação de Neymar, Mbappé e companhia na Liga dos Campeões.

O mesmo documento revela que apesar da ilegalidade, Gianni Infantino, atual presidente da FIFA, validou o referido contrato entre o PSG e o governo do Qatar, em 2012, quando exercia o cargo de secretário-geral da UEFA. Também Platini, à data presidente do organismo europeu, estava ao corrente do sucedido.

Mas o "escândalo" não fica por aqui. Al-Khelaïfi, presidente do PSG, terá conseguido a redução da multa aplicada ao clube francês devido ao incumprimento do "fairplay" financeiro, com a autorização de Platini, ex-presidente da UEFA.