Futebol

Francisco J. Marques reage à suspensão: "Acho injusto, mas cumpro a lei"

Francisco J. Marques reage à suspensão: "Acho injusto, mas cumpro a lei"

Diretor de comunicação do F. C. Porto foi punido pelo Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) com uma suspensão de 22 dias e uma multa de 2910 euros

O castigo aplicado a Francisco J. Marques deveu-se a declarações por ele proferidas no programa "Universo Porto da Bancada", no Porto Canal, no passado mês de fevereiro. Ora, foi precisamente no mesmo espaço, esta terça-feira, que o diretor de comunicação do F. C. Porto reagiu ao castigo, evocando uma outra suspensão para concluir que ainda vai ficar "com 38 dias de crédito".

"No dia 5 de abril de 2016, o meu castigo de 60 dias, cumprido no inicio desta época, foi anulado pelo Tribunal Central Administrativo do Sul, porque prevaleceu o princípio da liberdade de expressão, que é o principio que parece estar esquecido no desporto em Portugal. O 'benfiquistão' pode querer alterar isso, mas para já vivemos em democracia", começou por afirmar, prosseguindo, depois, no mesmo tom.

"O castigo de 60 dias que me tinha sido dado pelo CD da FPF e confirmado pelo Tribunal Arbitral do Desporto foi revogado pelo Tribunal Central Administrativo do Sul. Esta sentença não transitou em julgado. Eu neste momento sou credor de 60 dias. Como fui castigado em 22 dias, ainda vou ficar com 38 dias de crédito. Irei acatar o castigo como sempre fiz, porque eu cumpro a lei. Acho o castigo injusto, porque, mais uma vez, é a minha liberdade de expressão que está em causa".