Futebol

Francisco J. Marques: "São os jogadores e os treinadores quem devem decidir o campeonato"

Francisco J. Marques: "São os jogadores e os treinadores quem devem decidir o campeonato"

Francisco J. Marques considerou, esta terça-feira, que a arbitragem teve um bom desempenho nas duas primeiras jornadas da Liga. O responsável pela comunicação do F. C. Porto espera que clássico de sábado no Estádio da Luz, frente ao Benfica, "corra bem" e que os adeptos "consigam ver o jogo desde o início".

Em junho, o Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol aplicou uma multa de 14.340 euros e uma suspensão de 94 dias ao diretor de comunicação e informação do F. C. Porto, por declarações no programa "Universo Porto da Bancada", do Porto Canal, relativas às arbitragens dos jogos do Benfica. Esta terça-feira, Francisco J. Marques revelou que o castigo foi suspenso.

"Fui castigado pelo Conselho Disciplina em 94 dias por dizer a verdade. No dia 18 de junho saiu esse castigo, comecei a cumpri-lo a 19. Uns dias depois, entreguei ao TAD uma providencia cautelar. Entretanto, houve suspensão do castigo. Convém recordar que, no inicio da época passada, fui castigado e tive que cumprir 60 ou 62 dias. Esse castigo foi anulado depois de cumpridos, o que mostra o lado injusto do recurso não ter efeitos suspensivos imediatos", começou por explicar.

O diretor de comunicação do F. C. Porto abordou ainda as arbitragens das primeiras duas jornadas da Liga, relembrando a época passada.

"Nestas duas jornadas não me parece que a arbitragem tenha corrido mal. Não houve erros graves, o que é bom sinal. Esperemos que assim continue e o importante é que não se volte a repetir o que aconteceu nas ultimas jornadas do campeonato anterior que deram erradamente o título ao Benfica. São os jogadores e os treinadores quem devem decidir o campeonato, mais os fatores externos, como a sorte, que não têm origem humana e maliciosa. O que aconteceu na reta final do campeonato não está esquecido. Quando se tem ajudas divinas é muito fácil ganhar os jogos, E não pode voltar a acontecer. Clássico? Que tudo corra bem. Que acima de tudo os adeptos consigam ver o jogo desde o inicio e que saiam de lá felizes", disse no programa "Universo Porto da Bancada" desta terça-feira.