Ciclismo

Grande Premio JN promete uma das edições mais duras de sempre

Grande Premio JN promete uma das edições mais duras de sempre

Uma das provas mais duras de sempre é o que se perspetiva para a 29.ª edição do Grande Prémio de Ciclismo Jornal de Notícias/Leilosoc, cujo trajeto foi hoje revelado, oficialmente, em Gondomar.

Mais de 755 quilómetros pelas estradas da região norte vão ser percorridos por 98 ciclistas de 14 equipas, doze portuguesas, uma espanhola e uma outra angolana.

A corrida começa a 4 de junho, em Monção, e termina no dia 10, em Gondomar, depois de passagens por Viana do Castelo, Ovar, Vila Nova de Gaia, Matosinhos, Santo Tirso e Valongo.

Carlos Pereira, diretor da prova, não hesitou em afirmar "que este será um dos Grande Prémios do JN mais duros da história da prova, que promete que as decisões fiquem em aberto até aos últimos metros".

Já Delmino Pereira, Presidente da Federação Portuguesa de Ciclismo, falou "numa prova âncora do calendário nacional, com grande impacto, que tem habituado a ser um grande espetáculo de ciclismo".

Domingos de Andrade, Diretor do Jornal de Notícias, considerou ser, também, uma missão da publicação "levar o desporto mais próximo das populações e dar voz aos que são esquecidos por um país demasiado fechado na sua centralidade pouco solidária".