Futebol

Hat-trick de Zé Luís embala F. C. Porto para primeira vitória no campeonato

Hat-trick de Zé Luís embala F. C. Porto para primeira vitória no campeonato

O F. C. Porto venceu este sábado o Vitória de Setúbal, por 4-0, em jogo da segunda jornada da Liga, em que os três golos do reforço Zé Luís embalaram os dragões para primeira vitória no campeonato.

O avançado cabo-verdiano, recrutado neste defeso ao Spartak de Moscovo, abriu o marcador aos 11 minutos, bisou aos 20 e completou o hat-trick aos 63, um minuto antes de Luís Diaz fazer o 4-0.

Com este triunfo, os vice-campeões nacionais somaram os primeiros três pontos da competição, subindo provisoriamente para o quinto lugar, enquanto o Vitória de Setúbal, que tinha empatado na ronda inaugural, desceu para o 12.º posto.

Necessitado de inverter a série negativa dos dois últimos jogos, nas derrotas com o Gil Vicente, para o campeonato, e com os russos Krasnodar, para Liga dos Campeões, o técnico Sérgio Conceição promoveu três alterações na equipa portista, lançando Romário Báro, Matheus Uribe e Zé Luís no onze, nos lugares de Saravia, Nakajima e do lesionado Sérgio Oliveira.

A equipa respondeu bem às mexidas e, já depois de Alex Telles ter enviado uma bola ao poste da baliza sadina, num livre, logo aos oito minutos, Zé Luís começou a justificar a aposta, inaugurando o marcador, aos 11, num remate de longe.

Atordoado com a entrada de rompante do adversário, o Vitória de Setúbal demorou a acertar a estratégia, mas aos 17, num contra-ataque, ainda criou um calafrio para os locais, quando Hachadi se isolou e, num remate 'à queima roupa', obrigou o guarda-redes Marchesín a uma boa intervenção.

Apesar do susto, os dragões não abrandaram o ritmo e, aos 20, aproveitaram uma desatenção da defesa contrária para apontar o 2-0, com Zé Luís, esquecido na área, a assinar o bis de cabeça, após um livre de Alex Telles e desvio de Pepe.

Mais confortável animicamente, o F. C. Porto tentou capitalizar o momento para dar maior volume à vantagem, ameaçando com um par de remates de longe, por Romário Baró e Danilo, mas que Makaridze, na baliza do Vitória, susteve sem grandes dificuldades, mantendo a diferença ao intervalo.

No regresso do descanso, o técnico dos sadinos, Sandro Mendes, tentou dar maior poder de fogo à equipa, lançando Carlinhos para o lugar de Leandro Vilela, mas a mudança que não travou a maior rotação dos nortenhos.

Zé Luís, aos 63, vestiu a pele de homem do jogo e, num novo cabeceamento, após um canto, assinou o hat-trick, muito saudado pelos adeptos locais, que prolongaram os festejos no minuto seguinte, quando Luis Díaz fez o 4-0, num desvio oportuno, após assistência de Marega.

O Vitória de Setúbal demorou a recompor-se dos golos sofridos de rajada, mas, aos 77, aproveitando alguma descompressão do F. C. Porto, ainda ameaçou o tento de honra, com Hachadi a obrigar Marchesín a defesa apertada, e, na recarga, Éber Bessa a atirar à barra, não alterando o 4-0 que se arrastou até ao final.

Veja o resumo do jogo: