Caso Cássio

J. Marques prevê a "despromoção do Benfica"

J. Marques prevê a "despromoção do Benfica"

O diretor de comunicação do F. C. Porto explicou que "Paulo Gonçalves também está a ser investigado" no âmbito do caso Cássio e pede celeridade à justiça desportiva: "Chegou a altura de agir".

Em nova edição do programa "Universo Porto da Bancada", no Porto Canal, Francisco J. Marques pronunciou-se, esta terça-feira e conforme tinha prometido, sobre a confirmação feita à PJ pelo antigo guarda-redes do Rio Ave, Cássio, de que foi abordado por César Boaventura para facilitar num jogo frente ao Benfica, por 60 mil euros.

"Cássio foi ouvido por dois investigadores da PJ e por uma das procuradoras da Polícia Especial, criada em abril do ano passado para investigar os casos de corrupção no futebol. Perguntaram-lhe se tinha algo contra o César Boaventura e contra o Paulo Gonçalves. Ou seja, o Paulo Gonçalves também está a ser investigado nisto. Acho perfeitamente natural que lhe perguntem se conhece o Paulo Gonçalves ou se tem algo contra ele. O que me surpreende é que não se tenha perguntado ao Cássio se conhece e tem algo contra o Luís Filipe Vieira", começou por afirmar o diretor de comunicação dos azuis e brancos.

"Para opinião pública, isto é uma prova da adulteração da verdade desportiva que o Benfica trouxe para o futebol português nos últimos anos. O tetracampeonato está ferido de morte com estas coisas, porque este não é o único caso", prosseguiu o dirigente portista, referindo-se, entre outras situações, às revelações idênticas às de Cássio feitas por Lionn.

"Há dois jogadores que, perante as autoridades confirmam tentativas de aliciamento. Ficamos à espera de uma reação séria dos responsáveis do Benfica, das pessoas que puseram na lama o nome do Benfica, ao envolverem-no, no mínimo, em casos de tentativa de corrupção, e ficamos à espera que as autoridades desportivas deixem de fingir que não se passa nada e atuem rapidamente e de forma muito severa, porque uma coisas destas é muito grave. Isto tem que ter consequências muito sérias, eu não vejo outras que não seja a despromoção do Benfica, não vejo outras", vincou Francisco J. Marques.

"O Cássio foi a Lisboa propositadamente pela equipa especial para investigar os casos do futebol. Vamos continuar a enfiar a cabeça na areia. Vamos pedir justiça e pedir que se aja. Quem é que nos garante que não esteja a acontecer isto neste momento? Se as autoridades do futebol não condenam, corremos o risco de isto se banalizar e isso não pode acontecer", concluiu.