Futebol

Jorge Andrade e o segundo amarelo: "Um jogador não pode ficar sempre em pé"

Jorge Andrade e o segundo amarelo: "Um jogador não pode ficar sempre em pé"

No final do encontro com o F. C. Porto, Jorge Andrade, técnico do Vitória de Setúbal, contestou a expulsão e considerou que a mesma condicionou a estratégia dos sadinos.

"Acho que é um jogo em que fomos condicionados pela expulsão. Penso que surpreendemos o F. C. Porto com a estratégia que utilizámos. Acho que jogar contra equipas grandes com dez jogadores é sempre complicado. Na segunda parte, com dez, quase fazíamos golo. A atitude dos jogadores foi muito boa. Com certeza as coisas vão acontecer", começou por dizer, contestando o segundo amarelo mostrado a Éber Bessa.

"Um jogador quando joga na área e se chocam os dois, ele não é de ferro. Ele cai. Só porque cai é segundo amarelo? Um jogador não pode ficar sempre em pé. Nós estivemos algum tempo com dificuldades porque as faltas eram, constantemente, marcadas e nós bem organizados tentámos sempre", concluiu.

Imobusiness