Desporto

Jornalista disfarçado de padre tentou aproximar-se de Michael Schumacher

Jornalista disfarçado de padre tentou aproximar-se de Michael Schumacher

Uma pessoa disfarçada de padre, aparentemente um jornalista, tentou aproximar-se esta terça-feira do ex-piloto alemão de Fórmula 1 Michael Schumacher, que se encontra internado, desde domingo, em estado crítico no hospital de Grenoble, França.

"Têm havido alguns incidentes aqui no hospital. Aparentemente, uma pessoa vestida de padre tentou chegar perto do Michael. Estou a pedir a todos que deixem os médicos trabalhar e deixem a família passar algum tempo em paz com o Michael", disse aos jornalistas Sabine Kehm, assessora de Michael Schumacher.

O ex-piloto de Fórmula 1 sofreu um grave acidente no domingo quando esquiava na estância de Méribel, nos Alpes franceses, encontrando-se internado em estado crítico no hospital de Grenoble.

O sete vezes campeão mundial de Fórmula 1 foi submetido já a duas operações cirúrgicas, tendo o seu estado, de acordo com a equipa que o operou, "melhorado ligeiramente", embora ainda não esteja fora de perigo.

Sabine Kehm aproveitou ainda para referir que o acidente de esqui de Schumacher se deveu "a um conjunto de circunstâncias infelizes" e em nenhum caso devido ao excesso de velocidade.

"Aparentemente, o seu capacete partiu-se, mas isso não significa que o Michael esquiasse a grande velocidade. Ele não ia depressa", disse Kehm a alguns jornalistas, à margem de uma conferência de imprensa realizada no hospital de Grenoble.

Aquela assessora acrescentou que Schumacher embateu contra uma pedra num momento de viragem.

"Tratou-se de um conjunto de circunstâncias infelizes. Ele fazia uma manobra normal de viragem", explicou Kehm.

ver mais vídeos