Futebol

José Mourinho, "o sacana", diriam alguns jogadores

José Mourinho, "o sacana", diriam alguns jogadores

José Mourinho deu, esta quarta-feira, uma entrevista à DAZN, na qual aborda o futuro e deixa uma certeza: a Premier League não é opção para o treinador português nos próximos tempos.

Sem clube desde dezembro, altura em que deixou o comando técnico do Manchester United, José Mourinho garantiu já estar a preparar o futuro mas deixou uma certeza: a Premier League não é opção.

"Voltei a Londres depois de Madrid, mas agora é a estaca zero. O próximo passo não será a Premier League. Os troféus são a minha garantia, mesmo com aqueles que tentam tudo para os esquecer. O último troféu que ganhei foi a Liga Europa, há um ano. A última final que disputei foi há oito meses, mas já passou. Agora preparo o futuro, não há tempo a perder. Quando trabalhas 18 anos, não há tempo para parar nem pensar nos erros. Penso que estes meses sem trabalho me foram úteis", começou por afirmar o treinador português.

José Mourinho relembrou ainda os anos passados ao serviço do Inter de Milão, considerando Itália o "habitat natural": "Quando trabalho em Inglaterra tenho de ser diferente da minha natureza, mas em Itália há uma maneira incrível de viver o futebol todos os dias. Isso é algo muito latino", explicou, traçando diferenças entre o "José como pessoa" e o "José enquanto treinador".

"Tenho conhecimento ilimitado, experiência e ambição. Lido muito mal com as derrotas, com pessoas que têm menos motivação do que eu. O José, como pessoa, é calmo, emotivo e pensa muito nos outros. O José treinador é pragmático, emocionalmente inteligente e dominante. Gosto muito mais do José como pessoa, é uma pena que as pessoas conheçam melhor o treinador. Como é que os jogadores me descreveriam? Alguns diriam sacana", atirou o Special One.