Desporto

Luís Duque e Carlos Freitas abandonam SAD do Sporting

Luís Duque e Carlos Freitas abandonam SAD do Sporting

Luís Duque e Carlos Freitas abandonaram o Sporting, deixando Godinho Lopes sozinho a gerir o futebol. Após estas saídas, Luiz Felipe Scolari volta a ser opção forte para conduzir os leões à recuperação.

A derrota em Moreira de Cónegos, que ditou o afastamento precoce do Sporting da Taça, fez as primeiras vítimas: Luís Duque e Carlos Freitas, que até esta segunda-feira desempenhavam os cargos de administrador da SAD e diretor-desportivo, respetivamente, abandonaram os cargos, empurrados para fora da estrutura devido aos maus resultados e à falta de rumo no futebol. As saídas foram confirmadas pelos leões à CMVM.

Na prática, trata-se de um terramoto, visto que eram o rosto do futebol, responsáveis pela construção dos plantéis das duas últimas temporadas.

Esta mudança significa que Godinho Lopes está cada vez mais só. Tal não significa, porém, que a saída dos ex-responsáveis tenha sido litigiosa, apesar de divergências profundas entre as partes. Ao que apurámos, houve mútuo acordo na decisão final. Uma perda, ainda assim, irreparável. Resta saber se Godinho Lopes vai agora assumir, na íntegra, as rédeas do futebol ou delegar novamente em alguém a tarefa.

Quarta-feira, a reunião do Conselho Leonino pode ter reflexos no futuro dos leões. Caso Godinho Lopes seja fortemente criticado, poderá não lhe restar outro caminho a não ser a demissão. Neste momento, o presidente entende ter condições para continuar. Diz-se perseguido e injustamente criticado, mas garante que a Direção não cai.

Visado diretamente nas declarações do líder leonino, Eduardo Barroso, presidente da Assembleia Geral, ameaça também abandonar o cargo. "É preciso uma estratégia desportiva, porque a atual é uma tragédia. Começo a estar farto, mas quando isso acontece é fácil: bate-se com a porta".

O futuro é, portanto, imprevisível. A seguir às saídas de Duque e de Freitas, podem dar-se outras. Ainda assim, Godinho Lopes não esquece o presente. Depois da derrota frente ao Moreirense, é urgente encontrar um treinador.

Luiz Felipe Scolari continua a ser um nome muito forte sobre a mesa e as saídas de Duque e Freitas podem facilitar a contratação do brasileiro. Até Domingos Paciência, que continua a ser pago pelo Sporting, começa a ser falado nos corredores de Alvalade...