Desporto

Médico "histórico" do Bayern demite-se após derrota frente ao F. C. Porto

Médico "histórico" do Bayern demite-se após derrota frente ao F. C. Porto

O médico do Bayern Munique, Hans-Wilhelm Müller-Wohlfahrt, demitiu-se, esta quinta-feira, por considerar que não tinha a confiança necessária para exercer o trabalho após a derrota frente ao F. C. Porto, nos quartos de final da Liga dos Campeões de futebol.

Müller-Wohlfahrt, que levava quase 40 anos ao serviço do Bayern, afirmou, num comunicado enviado à imprensa alemã, que, por razões inexplicáveis, se fez crer que a equipa médica foi responsável pelo desaire (3-1) frente aos "dragões" e que por isso apresentava a sua demissão.

Nos últimos meses, a imprensa alemã especulou sobre divergências entre o médico e o treinador Pep Guardiola, dando a entender que a "relação" entre ambos teria atingido o ponto crítico após as sucessivas lesões do médio espanhol Thiago Alcântara.

Na terça-feira, na conferência de imprensa de antevisão ao jogo, na segunda-feira, o treinador espanhol abordou a situação clínica do clube, chegando mesmo a afirmar, em sentido metafórico, que o Bayern estava privado das duas mãos, referindo-se aos ausentes Ribery, Robben, Javi Martínez, David Alaba, Bastian Schweinsteiger e Benatia.

ver mais vídeos