O Jogo ao Vivo

Estoril

Miguel Oliveira pilotou carro de rali ao lado de Armindo Araújo

Miguel Oliveira pilotou carro de rali ao lado de Armindo Araújo

O piloto português de Moto2, Miguel Oliveira esteve, esta sexta-feira, no Autódromo do Estoril, a testar um carro do nacional de ralis e admitiu que, no futuro, pode trocar as duas pelas quatro rodas.

"Para já prefiro as duas rodas, que, sem dúvida, é aquilo que domino mais, mas conduzir este carro deu-me uma sensação de grande adrenalina. Fiquei muito impressionado com a forma como o carro curva, trava e acelera, e surpreendeu-me o facto de, apesar de a velocidade não ser muita, tudo se passar muito rápido", contou o piloto de Almada, que teve como "professor" o piloto de ralis Armindo Araújo, mas, mesmo assim, não evitou um despiste no circuito do Estoril.

"O nível dele é outro. Ele ia a conduzir e a falar comigo ao mesmo tempo, da forma mais natural. Nessa altura, já eu estava a suar das mãos", disse o piloto, admitindo mesmo que, no futuro, a sua carreira possa passar pelos automóveis.

"É algo que me agrada. A minha paixão é competir ao mais alto nível. Neste momento estou no MotoGP, mas quem sabe no futuro possa fazê-lo noutro ramo da competição. O SSV foi uma experiência que quero repetir e o rali veio definitivamente para ficar", disse o piloto da KTM.

Já Armindo Araújo, afirmou que quer carimbar o seu regresso com a conquista do campeonato nacional, assumindo que vai gerir a corrida de forma a poder festejar no final.

"Estamos a uma prova do final e estamos na liderança. É uma liderança que nos dá alguma folga, não precisamos claramente de vencer a prova e podemos adotar uma estratégia de controlar os adversários", disse o piloto de Santo Tirso.

Afastado da competição há seis anos, Armindo Araújo disse estar orgulhoso do trabalho que desenvolveu ao longo dos últimos meses.

"Foi um ano muito bom. Estive afastado da competição durante seis anos, não sabia qual seria a minha velocidade, o meu nível competitivo e, portanto, não sabia como me ia enquadrar no pelotão. Foi um risco que assumi, mas também sempre disse que, ao regressar, o objetivo era vencer. Estamos a lutar por isso, a nossa equipa está a fazer um excelente trabalho, estamos a liderar e queremos conquistar o título", disse o piloto da Hyundai, que no seu encalce, e com hipóteses de ainda chegar ao título, tem os pilotos Ricardo Teodósio e José Pedro Fontes.

ver mais vídeos