Desporto

Mourinho deixa claro que não conta com Sahin e Ricardo Carvalho

Mourinho deixa claro que não conta com Sahin e Ricardo Carvalho

O treinador de futebol do Real Madrid, José Mourinho, deixou este sábado claro que não conta com o médio turco Nuri Sahin nem com o defesa central português Ricardo Carvalho para a época 2012/13.

No entanto, o técnico português não fechou a porta à continuidade do médio brasileiro Káká.

José Mourinho revelou já ter comunicado a Sahin e a Ricardo Carvalho que não entravam nos seus planos para a época que agora se inicia e aconselhou-os, "para a sua felicidade", a procurar novo clube.

Enquanto espera a chegada do médio croata Luka Modric, do Tottenham, Mourinho mostrou o seu desejo de aligeirar o plantel do Real Madrid: "O mercado está aberto até final do mês para entradas e saídas. É muito possível que entre alguém e que também saia alguém, mas nenhum jogador que possa sair será um problema se ficar, assim como nenhum que esteja para entrar será um problema se não chegar a fazê-lo".

Sobre a saída de Sahin, Mourinho justificou: "O mais importante é que as pessoas se sintam felizes. Teve uma época bastante complicada, numa fase por lesões consecutivas e noutra porque estavamos a jogar bem e a ganhar, com os jogadores que atuam na sua posição a darem uma boa resposta".

José Mourinho entende que o jogador nascido na Alemanha e naturalizado turco, deverá sair para "recuperar a autoestima, jogar regularmente e demonstrar a sua valia", sendo que o Real Madrid "nunca o venderá" e terá sempre o "controlo total" sobre o seu eventual regresso".

Já o caso do seu compatriota Ricardo Carvalho é mais complexo. Se Sahin tem a possibilidade de escolher entre o Liverpool e o Arsenal, equipas fortes da Liga inglesa, as ofertas que têm chegado pelo central luso não o têm agradado.

Por isso, Mourinho não fecha as portas à sua continuidade, apesar de, neste momento, tão-pouco treinar com os seus companheiros e faz a destrinça do seu caso com o de Káká, uma vez que o primeiro "não está integrado na equipa", enquanto o Káká "faz parte da equipa e está a trabalhar com ela desde o primeiro dia".

"Com Carvalho não existe nenhum tipo de problema ou dúvida. Decidi assim porque o conheço desde miúdo e sei que ele não nasceu para ser suplente. Tem demasiada autoestima para ser suplente. Desde a sua lesão, Pepe e Sérgio Ramos começaram a jogar juntos e as coisas mudaram para o Ricardo Carvalho", explicou José Mourinho, para quem o melhor para o final da carreira do central luso seria "encontrar um clube de uma Liga importante".

O técnico português referiu, ainda, o seu empenho em "encontrar uma solução que seja boa para Ricardo Carvalho", lembrando que conta no plantel "com Albiol e Varane", além da dupla Pepe/Sérgio Ramos, mas admitiu que, "se no final de agosto não se chegar a nenhuma conclusão", o defesa português "continuará a representar o Real Madrid".

ver mais vídeos