Futebol

Mourinho pôs "calccio" em dúvida e foi chamado pela justiça desportiva italiana

Mourinho pôs "calccio" em dúvida e foi chamado pela justiça desportiva italiana

O treinador português do Inter de Milão, José Mourinho, vai responder perante a Comissão Disciplinar da Federação Italiana de Futebol, depois de ter colocado em causa a transparência da prova, no final do triunfo sobre o AC Milan.

Além de Mourinho, o conselheiro delegado do líder da Liga, Ernesto Paolillo e outros elementos dos "nerazzurra" devem também comparecer ante a Comissão da FIGC.

De acordo com a nota publicada pela FIGC, Mourinho e os restantes elementos vão ser notificados, depois de "terem expressado juízos e considerações lesivas a pessoas e organismos que operam no âmbito federal" e que podem "prejudicar o prestígio e a credibilidade dessas instituições".

No final do dérbi de Milão, Mourinho disse que tudo "tinham feito para o Inter não vencer".

Por outro lado, Ernesto Paolillo afirmou "existir uma forte vontade em reabrir o campeonato", em alusão à arbitragem e à margem folgada de nove pontos que o Inter tem de vantagem sobre o Milan, segundo classificado.

Imobusiness