Baião

Mundial de Motonáutica regressa à Albufeira da Pala

Mundial de Motonáutica regressa à Albufeira da Pala

Trinta e um pilotos de 17 países, oriundos de quatro continentes, participam neste sábado e domingo, no Grande Prémio de Portugal de Motonáutica F2, na Albufeira da Pala, no concelho de Baião. Suécia e Itália são os países com mais pilotos em prova.

Rashed Al Qemzi, dos Emirados Árabes Unidos, campeão do mundo 2017, é grande o favorito à vitoria final, embora o português Duarte Benavente, vencedor em 2017, possa pôr em questão o passeio triunfal de Rashesd.

As equipas começaram a chegar nesta sexta-feira a Baião. Depois das inspeções técnicas, o dia de sábado será preenchido com treinos livres, cronometrados, provas de qualificação e de eliminação. O nível de competição intensifica-se no domingo com as corridas de repescagens e as provas no quadro principal que vão determinar o vencedor do Grande Prémio Portugal F2.

"Esta é a única prova que vai ter 20 pilotos no pontão de largada. A alteração que fizemos em parceria com a APDL, em prolongar o pontão, vai originar a possibilidade de termos o máximo de barcos na largada, 20 catamaran, tornando a prova mais arriscada", explica Mário Sousa, do Clube Náutico de Ribadouro. Apesar do perigo apontado, o responsável garante que "está criada a máxima segurança".

A competição tem como velocidade máxima os 192 quilómetros por hora, andamento que em Baião pode ser alcançado nos 600 metros da reta da meta. Para permitir que um maior número de público assista à prova, a circulação automóvel vai estar cortada entre a ponte de Mosteirô e o cruzamento da Venda Nova.

A prova a contar para o mundial tem um grande impacto na região. Nestes dois dias a organização espera receber mais de 20 mil pessoas que, à semelhança do ano anterior, vão preencher as duas margens do Douro. Estes números são também bastante positivos para a restauração e hotelaria que já regista uma ocupação quase total, num raio de 40 quilómetros da Albufeira da Pala.

A prova é organizada numa parceria do Clube Náutico de Ribadouro com a Câmara Municipal de Baião e, em colaboração com a UIM, a Federação Portuguesa de Motonáutica, Turismo de Portugal, Turismo Porto e Norte de Portugal, APDL e a União de Freguesias de Ancede e Ribadouro.

ver mais vídeos