Premium

Norte acolhe mais de metade dos clubes na próxima época

Norte acolhe mais de metade dos clubes na próxima época

Liga de 2019/20 reforça a maior predominância das equipas nortenhas e deixa Interior reduzido ao Tondela.

Não fossem Marítimo, Portimonense, Santa Clara e Tondela e estava tudo no ponto para se ver uma concentração de clubes pouco comum nos altos quadrantes do futebol português. O próximo mapa da Liga, aquele válido para 2019/20, quase se faz em 25 quilómetros a Norte e em outros 20 km a Sul e fortalece a predominância dos clubes nortenhos, mais uma vez em maioria e ainda reforçada por um Minho revitalizado, que passa a ter cinco clubes no principal escalão.

As despromoções de Feirense e de Chaves, esta última ontem consumada, podiam levar a mudanças significativas na geografia da Liga - afinal eram duas equipas nortenhas a caírem no segundo escalão -, o problema é que da LigaPro voltam outras duas com morada acima do Mondego e que ainda se juntam ao Gil Vicente, este regressado pela via administrativa e que salta diretamente do Campeonato de Portugal para a 1.ª Divisão. Ou seja, de nove, no campeonato que ontem chegou ao fim, a Liga passará a contar com uma dezena de clubes do Norte de Portugal, com a curiosidade de todas se situarem num raio de apenas 25 quilómetros.