Desporto

Novo herói do Benfica foi dispensado por Luís Castro

Novo herói do Benfica foi dispensado por Luís Castro

O mundo quase se desmoronou para André Gomes, quando foi dispensado pelos dragões. Seis anos depois, o ex-capitão portista foi decisivo no clássico da Taça, ao apontar o golo que garantiu a final ao Benfica.Veja o vídeo.

Natural de Grijó, André Filipe Tavares Gomes, 20 anos, filho mais novo de José Casimiro, antiga estrela dos distritais de Gaia (Arcozelo e Coimbrões), e Maria Julieta, deu os primeiros pontapés na bola no F. C. Porto, onde, aos oito anos, agradou num treino de captação. Aos 14 anos, quando cumpria o último ano de iniciado, deixou de ser capitão e, no fim da época, recebeu guia de marcha. Luís Castro, atual técnico do F. C. Porto, era o coordenador da formação. João Brandão, atual adjunto de Pedro Emanuel, no Arouca, era o treinador.

Seguiu-se Pasteleira e Boavista, antes de viajar para a Luz há três anos a troco de 50 mil euros. No Bessa, o primeiro ordenado foi de 350 euros. "No futebol, às vezes acerta-se e outras vezes erra-se. Se calhar, neste caso, houve algum erro, mas ninguém está livre", analisa Martelinho, que treinou, nos juniores do Boavista, o autor do terceiro golo do Benfica frente ao F. C. Porto, anteontem, no Estádio da Luz: "Foi um golo de antologia, de grande classe e decisivo. Fico feliz, pois trata-se de um miúdo com qualidade, calmo e muito ponderado. Parece que tem mais quatro ou cinco anos, devido à sua maturidade. Trabalhei pouco tempo com ele, mas deu para perceber o seu potencial".

No início do mês, o Benfica confirmou a venda do promissor jogador ao fundo de investimento Meriton Capital Limited, por 10,5 milhões: "É um jogador de futuro, a ter em conta na seleção. Este ano, não tem jogado tanto porque o Benfica tem um plantel de luxo, mas sempre que é chamado consegue corresponder".

ver mais vídeos