FC Porto

Nuno Espírito Santo sente "honra" no regresso a casa

Nuno Espírito Santo sente "honra" no regresso a casa

Apresentado nesta quarta-feira como novo técnico do F. C. Porto, Nuno Espírito Santo disse ser uma "honra" regressar à casa que conheceu bem enquanto jogador.

Tal como noticiado pelo JN, na segunda-feira, o antigo treinador de Rio Ave e Valência foi o escolhido para suceder a José Peseiro, técnico que chegou ao clube em janeiro e saiu sem conquistar qualquer título.

O sucessor assinou contrato para as próximas duas temporadas, tal como comunicado pelos dragões à CMVM, minutos antes da apresentação.

Nuno Espírito Santo que, enquanto jogador, representou o clube durante cinco temporadas, disse não ser "momento de promessas", mas mostrou-se otimista quanto a um futuro risonho.

"Tenho a convicção absurda que podemos ganhar sempre. E garanto à nação portista que, com trabalho, vamos ganhar sempre. Quando o telefone tocou, nada mais me importou. É aqui que me sinto bem. É uma honra", salientou o técnico, de 42 anos.

Já Pinto da Costa, presidente do F. C. Porto, recuou no tempo para justificar a aposta.

"Em setembro de 2008, na primeira página da revista Dragões, vinha uma fotografia do Nuno em que dizia: 'O F. C. Porto é o meu destino'. E era. A prova disso é que estamos hoje aqui, em nome da razão e do que pretendemos: vitórias com grande dedicação, com dignidade, trabalho e união", destacou.

"Este vai ser o F. C. Porto do tempo em que entrou numa sala e disse Somos Porto", disse ainda o líder portista, frisando que mais nenhum técnico podia dizer que tinha sido contactado pelos dragões.

Rui Barros, Rui Pedro Silva, António Dias e Rui Barbosa também integram a equipa técnica liderada por Nuno Espírito Santo.