Futebol

Nuno Santos aposta em Portugal campeão de sub-19

Nuno Santos aposta em Portugal campeão de sub-19

O futebolista internacional sub-19 Nuno Santos destacou, nesta sexta-feira, a capacidade da Itália, adversária de domingo na final do Europeu da categoria, porém confia que as "capacidades" lusas vão prevalecer na conquista do título, na Finlândia.

"Acho que a Itália se sente confortável no tipo de jogo que pratica. Não fazem um futebol muito bonito, mas são fiéis aos seus princípios e sabem o que querem a cada momento. E é bom sublinhar que já nos ganharam na fase de grupos e que eliminaram a França nas meias-finais. Não é uma questão de sorte, é uma questão de competência e eficácia", avisou.

O médio ofensivo disse acreditar, porém, no valor do conjunto orientado por Hélio Sousa.

"Somos uma equipa muito ofensiva, que gosta de ter a bola e que sabe gerir todos os momentos do jogo. Poderá não parecer, até pelos 13 golos que já marcámos, contudo também somos muito fortes defensivamente. Também acho que nos caracterizamos pela nossa capacidade técnica individual que é excelente", frisou.

Na fase de grupos, os italianos venceram a seleção portuguesa por 3-2, num encontro em que o central Diogo Queirós foi expulso logo aos nove minutos. "Sabemos das nossas capacidades e este jogo vai ser diferente porque não estaremos condicionados desde o início", assumiu.

Certo é que o jovem acredita "num grande jogo" de futebol "num ambiente que todos os jogadores sonham estar", no domingo, às 17.30 horas, no Estádio Seinajoki, a cerca de 100 quilómetros de Vaasa, onde a equipa trabalha.

O jogador do Benfica diz que o grupo tem sentido "muito apoio" dos portugueses, apesar de serem poucos na Finlândia. "Sabemos que acompanham e estão do nosso lado. No domingo esperamos poder dar uma vitória a todos os nossos familiares, amigos e sobretudo ao nosso país. Era fechar com chave de ouro esta competição", concluiu.

Depois de ter goleado a Ucrânia por 5-0 na meia-final, na quinta-feira, os portugueses começaram a preparar a final, com os titulares a fazerem trabalho de recuperação e massagens, enquanto os restantes jogadores fizeram treino de campo.