Premium

O estado de graça de Conceição contra as dúvidas de Marcel Keizer

O estado de graça de Conceição contra as dúvidas de Marcel Keizer

Enquanto o treinador do F. C. Porto entrará em Alvalade de peito cheio e com um recorde para bater, o técnico holandês disputa o primeiro clássico em Portugal ainda a apalpar terreno. Estilos diferentes também nos bancos.

Conheceram-se pessoalmente anteontem, no encontro entre treinadores patrocinado pela Federação Portuguesa de Futebol, e depois de amanhã veem-se no campo. Não são esperados grandes sorrisos, nada que dê a entender uma eventual amizade futura, e os rostos esperam-se mais fechados. Tudo natural dada a importância do momento. O Estádio de Alvalade não será apenas palco do primeiro frente a frente entre Marcel Keizer e Sérgio Conceição. Também testemunhará o duelo entre dois treinadores metidos em contextos diferentes e com estilos pouco parecidos.

Por esta altura, já o sucessor de José Peseiro, que antes do duelo em Tondela admitiu ainda não ter visto qualquer jogo do F. C. Porto, se inteirou do que terá que passar no primeiro clássico em Portugal. Entre outras coisas, terá visto como o próximo rival também tem uma espécie de obsessão pela baliza contrária e ainda terá notado que, ao contrário dele, muito mais dado à tranquilidade e a estar sentado no banco, o treinador adversário esbraceja muito mais, grita até ser ouvido, anda de um lado para o outro na zona do banco e não se importa de ser emotivo nem que isso, às vezes, o leve a passar das marcas.

ver mais vídeos