O Jogo ao Vivo

Basquetebol

Pátria da NBA com a pior classificação de sempre no Mundial

Pátria da NBA com a pior classificação de sempre no Mundial

Os Estados Unidos sofreram esta quinta-feira o segundo desaire consecutivo no 18.º Mundial de basquetebol, na China, ao perderem com a Sérvia por 94-89, e já só podem ser sétimos, que será a sua pior classificação de sempre.

Nas anteriores 17 edições, desde 1950, o Team USA tinha como pior registo o sexto lugar da edição 2002, que, curiosamente, acolheram, em Indianápolis, e em Jogos Olímpicos nunca falhou as medalhas (terceiro em 1988 e 2004).

Em encontro de atribuição do quinto ao oitavo lugares, os norte-americanos, derrotados na quarta-feira pela França nos quartos de final (89-79), perderam o primeiro parcial por um inacreditável 32-7, do qual nunca recuperaram.

A liderança por 2-0, nos segundos iniciais da partida, foi a única em todo o jogo da equipa de Gregg Popovich, que se colocou a escassos quatro pontos ao intervalo (44-40) e que esteve a dois no terceiro período (61-59), mas nunca conseguiu voltar ao comando do marcador.

Depois de terem sofrido face aos gauleses a primeira derrota depois de 58 triunfos seguidos em competições FIBA, entre Mundiais (24) e Jogos Olímpicos (34), os norte-americanos voltaram, assim, a tombar. Na despedida ao torneio, vão encontrar o derrotado do embate entre Polónia e República Checa, num duelo marcado para sábado. Em caso de nova derrota, os Estados Unidos terminarão no oitavo lugar.

Harrison Barnes, com 22 pontos, cinco ressaltos e quatro assistências, liderou os norte-americanos, secundado por Kemba Walker (18 pontos, oito assistências e quatro ressaltos) e Khris Middleton (16 pontos e seis ressaltos).

Na equipa sérvia, o melhor foi Bogdan Bogdanovic, que marcou 28 pontos, incluindo sete "triplos", em 14 tentados. Nikola Jokic contribuiu com nove pontos e sete assistências e Vladimir Lucic com 15 pontos.

Os comandados de Sasha Djordjevic fecham no sábado a participação no 18.º Mundial, defrontando o vencedor do embate entre polacos e checos, para a atribuição do quinto posto.