FCP

Paulo Fonseca garante Helton e Mangala no onze do Arouca-F. C. Porto

Paulo Fonseca garante Helton e Mangala no onze do Arouca-F. C. Porto

Helton e Mangala, que estiveram nos golos do At. Madrid e foram criticados por isso, estão garantidos no onze, no Arouca-F. C. Porto, de domingo. A promessa foi deixada pelo técnico Paulo Fonseca na antevisão do jogo, esta sexta-feira, no Olival, adiantando que Herrera será convocado e que Izmaylov continua ausente dos treinos.

A juntar à titularidade de Helton e Mangala, o treinador portista abordou outros casos. Deixou em aberto a entrada de Herrera na equipa, adiando para "domingo" a resposta a essa questão, e confirmou que Marat Izmaylov continua ausente e fora das opções. "Não tenho grandes novidades sobre o Marat. Continua a resolver problemas pessoais e tem todo o nosso apoio", esclareceu.

Quanto ao pouco tempo de jogo de Ghilas, o argelino que, pelo menos, podia ser chamado à equipa B, Paulo Fonseca mantém a confiança no suplente de Jackson, apesar das raras aparições. "Veio do Moreirense. Ainda está a adaptar-se. Depois, tem a forte concorrência de Jackson. E, como é sabido, o nosso sistema só assenta num ponta-de-lança. Mas, se Ghilas está cá, é porque contamos com ele", sublinhou.

Quanto à ressaca da derrota europeia e da visita a Arouca (18.15 horas, SportTV), disse acreditar "cegamente" na conquista dos três pontos, no fim-de-semana. Por partes, primeiro a abordagem à derrota com o At. Madrid. "Conclusões? Têm sido tiradas por muitas pessoas. Eu não tenho muita vontade de partilhar as minhas. É claro que não estamos satisfeitos por termos perdido. Queremos dar uma boa resposta frente ao Arouca. Primeiro, vencendo. Depois, evoluindo", respondeu, mostrando-se à vontade com a pressão dos resultados.

"No F. C. Porto, a pressão é constante. Perdemos e as reações surgidas foram perfeitamente normais. Lido bem com elas. Compreendo a insatisfação dos adeptos. Pinto da Costa esteve no relvado, esta semana, no treino, para nos cumprimentar. É algo que faz todas as semanas. A Imprensa é que faz logo uns filmes!" exclamou, sobre a presença do presidente portista, no campo, no Olival, junto do grupo de trabalho.

Alertado para um Arouca "motivado, por defrontar o F. C. Porto pela primeira vez na Liga", perspectivou, mesmo assim, um "cenário habitual", idêntico aos desafios já disputados no campeonato. Sobre a polémica grande penalidade que resultou no 1-0 e no triunfo portista diante do Guimarães, na última jornada, não fez qualquer comentário. "Não vou entrar por aí. Estou mais virado para o que temos de fazer com o Arouca", concluiu.