Chipre

Paulo Sérgio é o novo treinador do APOEL

Paulo Sérgio é o novo treinador do APOEL

Paulo Sérgio é o novo treinador do APOEL, campeão cipriota de futebol, anunciou o clube de Nicósia na sua página oficial na internet, sucedendo no cargo ao sérvio Ivan Jovanovic.

"O APOEL informa a massa associativa a contratação do treinador Paulo Sérgio Bento Brito para a nova época de futebol", anunciou o clube, em comunicado.

O emblema cipriota informou ainda que o treinador português reuniu-se com o anterior treinador, Ivan Jovanovic, e com os responsáveis do clube, tendo já visitado o centro de treinos da equipa.

O treinador de 45 anos, que conta com passagens pelo Cluj (Roménia), Hearts (Escócia), Sporting, Vitória de Guimarães, Paços de Ferreira, Santa Clara, Beira-Mar e Olhanense, vai orientar a equipa onde atuam os também portugueses Mário Sérgio, Hélio Pinto e Nuno Morais.

Paulo Sérgio fez a estreia como treinador na I liga para orientar o Paços de Ferreira, em 2008/09, trocando os "castores" pelo Vitória de Guimarães na época seguinte.

Em 2010/11, tomou o comando técnico do Sporting e ficou em terceiro lugar no campeonato, o que levou à sua saída do conjunto "leonino" no final dessa temporada, rumando à Escócia para orientar o Hearts.

Ao serviço do emblema de Edimburgo, Paulo Sérgio conquistou a Taça da Escócia, com uma goleada (5-1) na final ao Hibernian.

Na temporada 2012/13, o treinador português orientou os romenos do Cluj, que participaram no Grupo H da Liga dos Campeões, ficando em terceiro lugar, à frente do Sporting de Braga, e foram relegados para a Liga Europa, apesar da vitória "surpreendente" no terreno do Manchester United por 1-0.

Nos 16 avos de final da Liga Europa, a equipa de Paulo Sérgio seria eliminada pelos italianos do Inter de Milão por 5-0 no conjunto da eliminatória, com o treinador a ser afastado da equipa em abril devido aos maus resultados no campeonato.

Depois do nome de Pedro Emanuel ter chegado a ser confirmado como treinador dos cipriotas, Paulo Sérgio assume oficialmente o comando técnico e sucede ao sérvio Ivan Jovanovic, que orientou o APOEL durante cinco temporadas, nas quais ganhou três vezes o campeonato e a Supertaça cipriota por uma vez.

ver mais vídeos